Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
Notícias

Detran-AM aplicou R$ 5 milhões em multas este ano

Entre as multas registradas em maior número estão: conduzir sem a CNH, dirigir sob influência de álcool ou outros entorpecentes, dirigir veículo sem licenciamento, permitir que pessoas sem habilitação conduzam seu veículo dirigir sem levar os documentos obrigatórios do carro



1.jpg Agentes do Detran durante blitz em Manaus
14/12/2012 às 17:58

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) aplicou no período de 1º de janeiro a 13 de dezembro de 2012, um total de 21.539 multas aos condutores de todo o Estado. O total equivale a R$ 5.178.883,64.

De acordo com os dados do Detran, o número deste ano é menor em relação ao ano de 2011, quando foram aplicadas 23.878 multas.



Multas

Pelo segundo ano consecutivo, a infração mais comum registrada pelo órgão é a de condutores dirigindo sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A multa, considerada gravíssima, é de R$574,62 e já penalizou 4.459 condutores.

A segunda infração mais comum entre os amazonenses, este ano, é a condução de veículo sem registro ou licenciamento devido, com o valor de R$191,54. Esse tipo de multa já puniu 3.394 motoristas.

Conduzir o veículo sem os documentos obrigatórios é a terceira falta mais cometida, conforme dados do Detran. Exatamente 2.923 condutores foram autuados com a multa de R$ 53,20.

Permitir que pessoas que não possuem CNH dirijam seus veículos aparece como a quarta infração mais recorrente no Estado. No total, foram 1.535 proprietários de veículos penalizados.  O valor da multa é de R$ 574,62.

Por último, vem dirigir veículo sob influência de álcool ou outros entorpecentes. Foram 970 condutores nesta condição, que pagaram multa de R$ 957,70. Houve um aumento de registros desta infração em 2012. No ano passado, a penalidade não figurou entre as cinco com mais incidência.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.