Publicidade
Cotidiano
SAÚDE

Dezessete cidades do AM não alcançaram meta de vacinação contra polio e sarampo

Apesar do resultado abaixo do esperado em parte dos municípios, no geral, o Amazonas atingiu meta de vacinação com 97,41% de cobertura para sarampo e 95,05% para poliomielite. Vacinação segue nas cidades 19/09/2018 às 21:58 - Atualizado em 20/09/2018 às 10:56
Show vacina polio sarampo b1d981d7 db7c 4a2b bb8c e7c5e6b9ce3e
Foto: Arquivo/AC
Vitor Gavirati Manaus (AM)

Dezessete municípios do Amazonas não atingiram a meta de vacinação da Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo. A informação foi divulgada pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), órgão da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), nessa quarta-feira (19).

A meta do Ministério da Saúde era vacinar 95% do público alvo: crianças com idade entre 12 meses e menos de cinco anos no caso da poliomielite e entre seis meses e menos de cinco anos no do sarampo.

Entre os dezessete municípios que não bateram a meta, quatro possuem casos confirmados de sarampo no recente surto que atingiu o Estado, incluindo Manacapuru, que possui 229 registros. Coari, Novo Airão e Rio Preto da Eva, as outras cidades, totalizam 56 ocorrências da doença.

As demais cidades da lista que não cumpriu a meta vacinal são: Careiro (com casos suspeitos), Careiro da Várzea, Fonte Boa, Pauini, Eirunepé, Guajará, Maraã, Boca do Acre, Lábrea, Anori, Maués, Urucurituba e Ipixuna. Japurá não alcançou a meta apenas na cobertura vacinal contra a poliomielite. Veja o desempenho dos municípios no final da matéria.

Mesmo com o desempenho abaixo do esperado em 17 municípios, segundo a FVS, em termos percentuais, o Amazonas alcançou a meta para a poliomielite. Foram vacinadas no Estado 289.812 crianças, o que representa 95,05% do público-alvo. O balanço fecha com 45 cidades acima da meta para a poliomielite e 44 para o sarampo.

Em relação ao sarampo, o Amazonas já havia batido a meta, tendo alcançado 97,41% de cobertura, com a imunização de 297.634 crianças até o momento. O público-alvo do Estado, segundo o Ministério da Saúde, era composto por 304,9 mil jovens.

Ministério da Saúde prorrogou vacinação

A Campanha Nacional terminou no dia 31 de agosto, mas o Ministério da Saúde orientou os municípios que estavam abaixo da meta de vacinação (95% do público-alvo) a promover uma nova mobilização no dia 1º de setembro, e depois prorrogou a ação até o dia 14 de setembro. Nessa ação, o Amazonas conseguiu reduzir de 34 para 17 a quantidade de municípios abaixo da meta.

Segundo os dados da FVS, o município de Japurá, único que não alcançou apenas a meta do sarampo, conseguiu aumentar a cobertura. A cidade estava com 41,35% do público-alvo para o sarampo vacinado até o último dia 10 e subiu o alcance para 92,97%.

De acordo com a assessoria de imprensa da Susam, nos municípios amazonenses em que a meta ainda não foi alcançada, a vacinação vai continuar. O secretário estadual de Saúde, Orestes Guimarães de Melo Filho, ressaltou a importância da vacinação para conter o avanço do sarampo no Estado.

“Se tivéssemos alcançado a meta nas campanhas passadas, o sarampo não teria voltado. A vacina, que está à disposição o ano inteiro nos postos de saúde, é o único método eficaz de prevenção contra essa doença, que é altamente contagiosa”, afirmou.

Sarampo no AM

A 26ª edição do Boletim Epidemiológico do Surto de Sarampo, divulgado na última terça-feira (18) pela FVS, informa que o Estado tem 1.358 casos confirmados e 9.657 notificações da doença.

 Segundo o órgão, 14 municípios têm casos confirmados de sarampo – Manaus (906), Manacapuru (229), Itacoatiara (44), Parintins (38), Iranduba (35), Coari (25), Autazes (24), Presidente Figueiredo (15), Novo Airão (18), Rio Preto da Eva (13), Tapauá (06), Juruá (03), Barcelos (01) e Urucará (01).

O Boletim apontou também que os 9.657 casos notificados da doença, estão distribuídos em 47 municípios. As cidades amazonenses com o maior número de notificações são Manaus, com 7.690 casos, e Manacapuru. com 1.006, seguidas de Itacoatiara (182), Iranduba (90), Parintins (83), Coari (79), Autazes (52),  Rio Preto da Eva (46), Manaquiri (46) e Careiro (34).

Municípios com menos de 95% de cobertura na vacinação contra o sarampo

1º Coari – 93,03%
2º Japurá – 92,97%
3º Careiro – 90,65%
4º Fonte Boa – 89,44%
5º Pauini – 87,49%
6º Careiro da Várzea – 88,27%
7º Eirunepé – 81,48%
8º Guajará – 77,61%
9º Novo Airão – 74,19%
10º Maraã –70,12%
11º Boca do Acre – 69,36%
12º Rio Preto da Eva – 66,52%
13º Lábrea - 66,25%
14º Anori – 65,08%
15º Maués – 89,38%
16º Urucurituba – 60,63%
17º Manacapuru – 60,35%
18º Ipixuna – 53,58%

Municípios com menos de 95% de cobertura na vacinação contra a poliomielite

1º Careiro – 93,98%
2º Coari – 93,03%
3º Pauini – 87,01%
4º Careiro da Várzea – 88,27%
5º Eirunepé – 82,27%
6º Novo Airão – 78,57%
7º Guajará – 77,61%
8º Fonte Boa – 75,62%
9º Maraã – 69,96%
10º Boca do Acre – 69,22%
11º Anori – 65,08%
12º Rio Preto da Eva – 66,33%
13º Manacapuru – 65,45%
14º Lábrea – 65,44%
15º Urucurituba – 58,57%
16º Ipixuna – 53,58%
17º Maués – 74,58%

Publicidade
Publicidade