Publicidade
Cotidiano
Notícias

Dia de Combate ao Aedes aegypti alcançou mais de 139 mil domicílios, em todo o Estado

Participaram da ação 19.857 profissionais da saúde, 7.207 militares das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), 39 bombeiros e equipes voluntárias 15/02/2016 às 18:57
Show 1
Segundo o diretor-presidente da FVS-AM, Bernardino Albuquerque, durante todo o mês de fevereiro, as ações de visita domiciliar serão intensificadas
acritica.com* Manaus (AM)

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, os números contabilizados até o momento pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), de inspeção a 139.088 domicílios, incluem, além da capital – onde foram visitados 82.611 imóveis –, 23 municípios do interior, que responderam por mais 56.477 domicílios.

O anúncio foi feito em um evento que contou com a presença do governador do Amazonas, José Melo, do prefeito de Manaus, Arthur Neto, e do secretário de Governo da Presidência da República, ministro Ricardo Berzoini, entre outras autoridades civis e militares.

Participaram da ação 19.857 profissionais da saúde, 7.207 militares das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), 39 bombeiros e equipes voluntárias.

O secretário Pedro Elias destacou o empenho das secretarias municipais de Saúde de todo o Estado, para a realização das ações do Dia de Mobilização. Ele também agradeceu a receptividade da população, que tem papel fundamental no trabalho de prevenção destinado a reduzir os índices de infestação do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da Dengue, Chikungunya e Zika vírus.

Intensificação das ações

Segundo o diretor-presidente da FVS-AM, Bernardino Albuquerque, durante todo o mês de fevereiro, as ações de visita domiciliar serão intensificadas.

"O apoio das Forças Armadas é importante, mas é necessário que a população dê continuidade à ação de eliminação de criadouros, semanalmente, dentro e fora de casa", salientou.

De acordo o diretor da FVS-AM, a forma mais eficiente de combate ao vetor, é não permitir que o mosquito viva. "As medidas são simples e bem conhecidas da população, entre as principais estão fechar caixas d'água, tonéis e latões, limpar com escova os bebedouros de animais, guardar  garrafas vazias com o gargalo para baixo, guardar pneus velhos sob abrigos, manter desentupidos ralos, canos, calhas, toldos e marquises, não deixar  acumular água nos vasos de plantas”, pontuou.

Interior

Além da capital, o balanço parcial divulgado pela Susam inclui dados dos municípios de Amaturá, Anamã, Anori, Autazes, Barcelos, Barreirinha, Beruri, Coari, Eirunepé, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Manaquiri, Manaus, Parintins, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, São Gabriel da Cachoeira, Silves, Tabatinga, Tefé e Urucará.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade