Sábado, 06 de Junho de 2020
ECONOMIA

‘Dia no Campo - Juta e Malva’ beneficia 300 famílias em Manacapuru

Durante a ação, os agricultores puderam tirar dúvidas e ter mais informações sobre o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o cartão do produtor, o pagamento da subvenção da malva e juta



FOTO_Djalma_J_nior_-_Sepror__4___2__F185B610-91CB-41AB-BC14-32DEFA9E7B00.jpeg Foto: Divulgação
28/02/2020 às 10:53

Discutir melhorias para o setor primário e ouvir as necessidades dos agricultores familiares. Este foi o objetivo de mais uma ação de “Dia no Campo – Juta e Malva”, promovida pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), nesta quinta-feira (27), na Comunidade de São Lázaro, no Paraná do Periquito, no município de Manacapuru, distante 68 quilômetros de Manaus, onde atualmente moram 100 famílias que vivem do cultivo da juta e da malva.

Durante a ação, os agricultores puderam tirar dúvidas e ter mais informações sobre o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o cartão do produtor, o pagamento da subvenção da malva e juta, entre outros assuntos. Logo após, técnicos e agricultores acompanharam a comitiva na visita a duas propriedades em que são cultivadas as fibras, para verificar o processo de plantação, bem como a pós-colheita.



Participaram da ação, representando o Sistema Sepror, o secretário executivo da Secretaria de Política Agrícola, Pecuária e Florestal do Amazonas (Seapaf-Sepror), Airton Schneider; o diretor técnico da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), Tomás Sanches; e a diretora-presidente do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), Eda Maria Oliva.

A diretora-presidente do Idam explicou aos comunitários a importância da parceria, tanto para ouvir os anseios dos moradores quanto para levar conhecimento. “Trouxemos aqui grandes parceiros para ouvir a comunidade e informar a eles sobre todas as políticas públicas a que eles têm direito. Também atendemos as adjacências. Levar a eles o conhecimento desses benefícios é um meio para que eles se transformem em grandes produtores rurais”, afirmou Eda.

O presidente da Comunidade de São Lázaro, o agricultor Leônidas Nobre, que aguardava a chegada da comitiva com grande expectativa, falou do trabalho desenvolvido na região.

“Nós atendemos outras 200 famílias de regiões próximas, e tudo que foi falado aqui será repassado para eles, o que só ajudará no crescimento dos agricultores”, disse o comunitário.

Subvenção 

Em 2019, a ADS realizou o pagamento da subvenção econômica da juta e da malva para mais de mil produtores rurais de 12 municípios do estado. No total, foram injetados na economia R$ 5.728.628,70, referentes ao pagamento das safras de 2014/2015 até 2018/2019. O diretor técnico da ADS, Tomás Sanches, disse que a partir deste ano o preço da subvenção econômica da juta será reajustado.

“O quilo dos produtos, que antes custava R$ 0,40, passa para R$ 0,50 em 2020, R$ 0,55 em 2021, chegando a R$ 0,60 em 2022, o que contribui na economia dos produtores, incentivando a cultura do plantio. O reajuste no valor da subvenção não era realizado desde 2006”, explicou Sanches.

Além do Sistema Sepror, também participaram da ação representantes da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Secretaria Municipal de Produção Rural de Manacapuru.

*Com informações da assessoria

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.