Domingo, 16 de Junho de 2019
VIROSE?

Especialistas explicam importância dos detalhes para diagnósticos de doenças

Histórico dos pacientes, medicação utilizada e até viagens são informações importantes para determinar a doença e o tratamento. Só na Amazônia há mais de 300 tipos de vírus identificados



saude.JPG Foto: Reprodução
09/04/2018 às 10:32

Febre, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, secreção nasal e tosse são os principais sintomas das viroses, doenças causadas por vírus e que têm curta duração. Porém estes sinais podem significar algo mais sério e o diagnóstico preciso depende das informações que o paciente relata ao médico. Dizer que doenças possui, se toma algum remédio, se tem alguém na família com caso semelhante, se viajou nas últimas semanas ou se teve contato com alguém doente é fundamental para não sair da unidade de saúde com o diagnóstico genérico de virose, caso a situação não seja mesmo esta.

O infectologista Marcelo Cordeiro, consultor médico do Laboratório Sabin, ressalta que saber a importância dessas informações é crucial. “Elas são decisivas para o diagnóstico correto, principalmente nesta época em que aumentou os casos de malária no Amazonas e há o retorno do sarampo”, aponta. 

Cordeiro, que é PhD em Medicina Tropical, explica que várias doenças se apresentam com os mesmos sinais e elas são causadas tanto por vírus quanto por protozoários e bactérias. Para se ter uma ideia, somente entre as doenças que podem dar febre com exantema (alteração na pele) estão à dengue, zika, chikungunya, sarampo, rubéola, parvovirose, citomegalovirose, mononucleose, toxoplasmose, malária e febre tifoide. “Os sintomas são iguais. O diagnóstico correto vai depender do que o médico ouvir do paciente”, salienta. 

De acordo com o infectologista, se o paciente informar que foi para Boa Vista (RR), por exemplo, o profissional de saúde automaticamente vai considerar que ele pode estar com sarampo, uma vez que naquela cidade há casos confirmados da doença. Agora se o paciente disser que esteve em um sítio fora da cidade, o médico vai supor que o mesmo esteja com malária. “Isso mostra o quanto o histórico do paciente é importante”, diz.

Cordeiro ressalta, porém, que a pessoa não deve “autodiagnosticar”. “Não é porque estou sabendo que meu vizinho está com dengue que os sintomas que apresento são de dengue. Pode ser outra doença”, frisou,  salientando que os profissionais também não devem rotular os pacientes. “Se tem uma epidemia de dengue há uma tendência de todo mundo que chegar com febre e dor de cabeça ter a doença, mas não necessariamente. Pode ter no meio uma malária, uma rubéola, um zika, e tudo entrar no mesmo bolo”. 

Ampla variedade viral

Marcelo Cordeiro explica que nem sempre é necessário fazer exames para saber se é uma virose porque na maior parte das vezes não se consegue descobrir qual o vírus em causa. Só na Amazônia são mais de 300 tipos de vírus identificados. Portanto, o ideal é ir imediatamente a uma unidade de saúde, uma vez que algumas dessas doenças com sintomas semelhantes são benignas, outras podem causar forma mais graves.

Sintomas 'exuberantes'

O infectologista Bernardino Albuquerque, diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), diz que há realmente um bloco de doenças cujo início do quadro se parece muito com outra, com a presença de febre, dor muscular ou articular, dor de cabeça, entre outros. Mas, em termos clínicos, determinadas doenças têm alguns sinais mais exuberantes. 

O sarampo, por exemplo, apresenta febre alta, posteriormente conjuntivite e chama a atenção o exantema (alteração na pele). O zika, por sua vez, também manifesta exantema, contudo, não dá  febre ou quando dá é baixa. “Necessariamente, a pessoa acometida tem que ser investigada e avaliada para ter o diagnóstico. Por isso, a importância de procurar imediatamente uma unidade de saúde”, enfatiza o especialista.

Entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano, a FVS-AM notificou, no Estado, 11.707 casos de malária, 962 de dengue, 20 de chikungunya, 38 de zika e confirmou quatro casos de sarampo.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.