Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
Notícias

Diretor-presidente do Detran critica ato que pede suspensão de simuladores em aulas de direção

De acordo com o Detran, o órgão não vai ceder às pressões do sindicato para aliviar as taxas que devem ser pagas para a Prodam, para interligar o sistema das autoescolas com o Detran.



1.jpg Leonel Feitoza
23/02/2016 às 19:06

O diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), Leonel Feitoza, reafirmou na tarde desta terça-feira (23), que o órgão não vai pagar pelas taxas referente ao contrato que a autoescolas precisam firmar com a empresa de Processamento de Dados do Amazonas (Prodam), a fim de interligar o sistema de validação de aulas em simuladores veiculares. A afirmação serviu como resposta a um dos questionamentos levantados por instrutores durante manifestação contra o órgão.

Segundo Feitoza, cada autoescola deve pagar apenas R$ 3 por aluno, mas o Sindicato dos Centros de Formação de Condutores (SindCFC), que encabeçou a manifestação na tarde desta terça, alega que o valor cobrado é de R$ 4 aula por aluno.

“A portaria que editamos para regulamentar o uso dos simuladores aqui no Estado foi feita após diversas reuniões com os representantes do sindicato. Agora, eles não querem pagar porque acham que essa é uma obrigação do Estado. Mas até nós pagamos cada consulta que fazemos no sistema da Prodam”, argumentou Feitoza.

Além das taxas, os instrutores reivindicam o bloqueio das atividades de mais de 4 mil alunos aptos a iniciaram as aulas práticas de direção, por falta do simulador, já que a regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) entrou em vigor em janeiro deste ano. O diretor-presidente criticou o posicionamento os instrutores e afirma que as autoescolas estão cobrando valores abusivos dos alunos.

“As autoescolas passaram a cobrar quase R$ 500 pelo pacote por causa da aula em simuladores e isso é uma cobrança abusiva. Como a carga horário não mudou, o preço não devia ter aumentando também. Eles estão fazendo essa confusão porque só querem ganhar”, disse Leonel.

Ainda de acordo com Leonel Feitoza, das mais de 30 autoescolas em funcionamento em Manaus, apenas duas estão oferecendo aulas em simuladores, sendo que outras 17 estão em fase de adaptação do sistema.

Ele ressaltou que o CFC que não possuir o simulador é obrigado a encaminhar o aluno para uma outra autoescola que possua o equipamento, para que o aluno não seja prejudicado. “Qualquer problema, o aluno pode procurar o Detran e denunciar, porque a resolução dos Contran é antiga”, completou. Na semana passada, o sindicato ajuizou uma ação cautelar na Justiça Federal pedindo a suspensão do uso do simulador.

Protesto

Instrutores dos 30 Centros de Formação de Condutores (CFCs) existentes em Manaus fizeram uma parada de advertência na tarde desta terça-feira, na Área de Treinamento do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), na Zona Norte da capital, contra o órgão, que começou a bloquear as aulas práticas para quem vai obter a carteira nacional de habilitação. 

A reivindicação é porque, desde o início do ano, começou a vigorar a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que obriga os CFCs a realizarem aulas em simuladores, mas a maioria das empresas não conseguiu adquirir o equipamento. Outra questão levantada pelos instrutores é o pagamento de uma taxa de R$ 4 por aula para a Prodam, com a finalidade de interligar o sistema das autoescolas com o do Detran-AM.

O vice-presidente do SindCFC, Getulio Lopes, disse que o movimento foi um dos primeiros a apontar este problema e prometeu mobilizar a categoria para uma próxima manifestação já na quinta-feira (25).

"Queremos que o sistema seja desbloqueado até que as escolas consigam se regularizar. Além disso, não aceitamos pagar uma taxa que já está sendo paga", ressaltou Lopes. De acordo com ele, para tentar amenizar o problema, o sindicato estuda a possibilidade de as autoescolas compartilharem o equipamento entre si, até que todas estejam aptas a operar os simuladores. 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.