Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019
Notícias

Discussões do Plano Diretor envolvem propostas polêmicas

Aumento para 25 andares dos prédios, liberação de templos em áreas residenciais e cachorródromo prometem acirrar ânimos na CMM



1.jpg Relator do Plano Diretor, Elias Emanuel (PPS) defende emenda que amplia de 18 para 25 o número de andares dos prédios em Manaus
30/11/2013 às 09:37

O relator do Plano Diretor, vereador Elias Emanuel (PPS), afirmou nesta sexta (29) que três emendas ainda devem acirrar discussões no plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM). “A questão do gabarito de altura de edifícios, a implantação de templos religiosos em áreas residenciais e a criação de áreas para socialização de animais domésticos em parques da cidade, os chamados cachorródromos”, ressaltou o vereador.

Elias Emanuel avaliou individualmente cada uma das três emendas e apontou o impasse no número de andares como sendo a proposta mais polêmica. “A grande maioria defendeu a proposta feita pelo Vereador Walfran Torres (PTC), que propõe o congelamento de prédios nos 18 andares. Já o prefeito está articulando com a base, o aumento para 25. Defendo a proposta do prefeito e ainda pretendo entrar com um pedido de arquivamento da proposta do Walfran Torres”, disse o relator.



Outra proposta que recebeu parecer desfavorável foi a emenda nº 01 apresentada pelo vereador Amaury Colares (Pros), que trata das normas de uso e ocupação do solo – e classifica igrejas, templos e organizações religiosas da cidade como locais de atividades “Tipo 1”. Na avaliação de Elias Emanuel, a proposta não apresenta qualquer estudo técnico que tenha levado em consideração o impacto dessa proposta na vizinhança e nem a criação de vagas de estacionamento. “Atividades do Tipo 1 são obras como uma simples loja ou um bazar. Por isso, eu questiono: será que a Igreja da Matriz, por exemplo, pode ser considerada uma obra do Tipo 1?”, questionou o vereador.

Críticas
O relator também criticou a proposta de emenda apresentada pelo vereador Hiram Nicolau (PSD), a Emenda 009/2013, que pede a criação de áreas para socialização de animais domésticos em praças e parques da cidade, os “cachorródromos”. Elias Emanuel considera muito ampla a proposta de emenda feito pelo vereador. “Na proposta, Hiram Nicolau apenas relata que a área é destinada para animais domésticos do Tipo 1 (pequeno), Tipo 2 (médio) e Tipo 3 (grande). Mas não especifica quais seriam esses animais. Um animal de pequeno porte pode ser um hamster, uma iguana ou um coelho. Ele não especifica que seja apenas uma área destinada apenas para cães. Desconheço a existência de uma área parecida em outros lugares”, disse o vereador.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.