Publicidade
Cotidiano
Notícias

Dispositivo desenvolvido no AM vai alertar motoristas sobre falhas mecânicas nos veículos

Com o “Easy OBD” será possível saber antecipadamente quais peças do carro precisam de revisão. O dispositivo vai se conectar ao automóvel e fornece informações 17/02/2016 às 15:08
Show 1
Visita ao mecânico poderá ser prevista pelo proprietário do veículo
ACRITICA.COM ---

O dispositivo eletrônico se conecta à ECU (Engine Control Unit) do automóvel e coleta informações dos sensores do veículo

Imagine você se antecipar e saber precisamente quais os itens com desgastes e as falhas no seu automóvel muito antes das revisões periódicas. Em breve, isso será possível graças ao “Easy OBD”, um sistema de informações que consiste em um dispositivo que se conecta ao carro e fornece informações para um aplicativo em tecnologia multiplataforma, mobile e web.

O “Easy OBD” foi desenvolvido com apoio do governo do Estado, via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). A previsão é o que sistema de informação fique pronto até em outubro deste ano.

De acordo com um dos responsáveis pelo projeto, Expedito Belmont, a pesquisa consiste em desenvolver um dispositivo eletrônico que se conecta à ECU (Engine Control Unit) do automóvel e coleta informações dos sensores do veículo.

Esses dados são armazenados e um algoritmo que, segundo o pesquisador, extrairá informações estratégicas para à manutenção do veículo. O aplicativo, no smartphone e em um site web específico do produto, mostrará ao usuário as informações sobre falhas e desgaste das peças.

“Somos apaixonados por carros e o projeto surgiu de problemas que vivenciamos no dia-a-dia. Os constrangimentos causados por falhas mecânicas e elétricas e o alto custo de peças e serviços nos motivaram a dar um passo à frente e desenvolver uma solução proativa e muito além dos leitores OBD via bluetooth que têm no mercado e são apenas enfeites para impressionar quem não conhece o que realmente importa pra quem possui um automóvel”, disse Belmont.

Diagnóstico diário

Segundo o microempreendedor, o modelo de negócio local inicial do projeto é se tornar uma plataforma e o dispositivo deverá ser fornecido por fabricantes e concessionárias para ser disponibilizado de forma gratuita ao usuário final.

“As revisões periódicas veiculares são efetivadas em intervalos de cinco a 10 mil quilômetros, como o projeto está sendo concebido para formar um big data de informações, esses avisos serão diários. Aí está a disruptividade do projeto: diagnóstico veicular preventivo na mão do condutor antes de uma revisão ou falhas graves por desatenção com algum item”, disse Belmont.

Para o pesquisador, o aplicativo irá trazer diversos benefícios, além de economia para o bolso do condutor, que pode prevenir possíveis danos no veículo. Ele também poderá salvar vidas, uma vez que os excessos de condução poderão ser monitorados em tempo real.

“A população se beneficiará de uma frota veicular "saudável" em níveis mecânicos e elétricos reduzindo retenções no trânsito. O custo total de propriedade dos veículos reduzirá, pois nosso projeto indicará os itens a serem verificados e o custo médio nas imediações onde o motorista se encontra. O condutor terá uma contra-prova do que seu mecânico sinalizar como problema no veículo”, disse o pesquisador.

O aplicativo é um dos 40 projetos aprovados no âmbito do Programa Sinapse da Inovação fruto da parceria firmada entre a Fapeam com a Fundação Centro de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), que visa transformar os resultados de projetos de pesquisa de universidades e instituições de ciência, tecnologia e inovação em produtos inovadores competitivos, além de fortalecer o empreendedorismo inovador.

“A Fapeam promove suporte crucial para o desenvolvimento do produto inovador, assim como à promoção de troca de informações entre pesquisadores e investidores. Para nós o apoio da Fapeam é um salto na evolução do projeto e aceleração de sua colocação no mercado”, disse Expedido Belmont.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade