Publicidade
Cotidiano
CARREIRA

Saiba quais são as áreas promissoras em Tecnologia da Informação para 2017

Cientista de Dados, Consultor SAP e Desenvolvedor de Java são algumas das áreas procuradas. 05/02/2017 às 05:00
Show vinicius
Vinicius Moselli desenvolvedor de JAVA da Atos SE conta que a área vai se prolongar por muitos anos no Brasil. (Foto: Divulgação/Atos SE)
Rebeca Mota Manaus (AM)

O mercado de Tecnologia da Informação ainda traz muitas possibilidades de carreira para profissionais da área. Mesmo diante de um período desafiador em termos econômicos, é possível projetar um cenário positivo para este ano. Segundo estimativas do Gartner, por exemplo, o mercado de TI deve crescer 1,6% em 2017.

Para o técnico do Processamento de Dados do Amazonas (Prodam), Daniel Tadeu, conta que as oportunidades são grandes para o Cientista de Dados e garante que é uma área que abrange vários lugares para trabalhar.

“Esta profissão está sendo muito engajada por grandes empresas, por exemplo, estão sendo recrutados por grandes redes de supermercados para aplicar conceitos de programação à precificação e à logística, sua missão é basicamente organizar, analisar e interpretar dados nos mais diversos contextos”, explica.

De acordo com Daniel é preciso ter mais do que graduação para se dar bem: além do diploma universitário em Ciência da Computação ou Estatística, conhecimentos de programação e habilidades de gestão formam o perfil necessário para conseguir uma vaga de cientista de dados.

Outra área em destaque, segundo Daniel é a de design. Para ele, o inglês é fundamental para Tecnologia da Informação. “Estas são áreas que permitem um mercado globalizado e a língua estrangeira é essencial para quem é de TI”, conta.

Segundo Francisco Fay, diretor de Recursos Humanos da Atos na América do Sul, a carreira que ganha mais destaque no momento na região é a de consultor SAP, em seus diferentes módulos, como Hybris, SD e FI. Além desse nicho, também continua alta a procura por desenvolvedores nas linguagens de programação JAVA e NET e administradores de bancos de dados. “São áreas nas quais o mercado continua com dificuldade de encontrar mão de obra qualificada”, observa Fay.

No entanto, só capacitação técnica não basta. Para se destacar num ambiente de negócios cada vez mais dinâmico e exigente, o profissional de TI precisa se manter atualizado e também deve desenvolver competências comportamentais, como flexibilidade, autonomia, influencia e colaboração. “Aquele estereótipo do funcionário de TI introvertido, que trabalha isolado é cada vez mais distante da realidade”, analisa o diretor. 

A habilidade de se comunicar em outros idiomas é outro predicado fundamental para seguir em frente na carreira. “Inglês e espanhol deixaram de ser um diferencial e passaram a ser uma exigência de mercado, pois temos muitos projetos e clientes internacionais que demandam essa capacidade”, acrescenta Francisco Fay.

Por fim, também devem estar no radar do novo profissional de TI a flexibilidade para se adaptar a cenários de pressão por resultados, que podem demandar jornadas de trabalho com alta demanda de atividades e projetos.

O desenvolvedor de Java da Atos, Vinicius Moselli, conta que este profissional programa, desenvolve e implanta sistemas em linguagem Java. Realiza correções em sistemas para atender às necessidades dos usuários. Desenvolve trabalhos de montagem, depuração e testes de programas já desenvolvidos.

“Nós trabalhamos com projetos de produtos, damos consultoria e desenvolvemos os projetos de duas plataformas, o Java e Net”, diz.

Ele destaca que esta profissão continuará sendo promissora por muitos anos ainda.

“Essa profissão surgiu em 1994 e continua até hoje e vai continuar bastante tempo num de no mínimo 15 anos a tendencia é o desenvolvimento”, destaca.

Publicidade
Publicidade