Publicidade
Cotidiano
MOTIVAÇÃO

Especialista dá dicas sobre como obter inteligência emocional

Neurocientista explica que a inteligência emocional é a capacidade de todo o ser humano conhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e comportamentos 30/07/2017 às 13:50 - Atualizado em 30/07/2017 às 18:36
Show evento
A psicóloga Mayara Cansanção e o neurocientista António Dias, foram os palestrantes do Workshop de Inteligência emocional (Foto: Divulgação)
Rebeca Mota Manaus (AM)

Controlar as emoções no ambiente corporativo é, muitas vezes, tarefa difícil, mas para isso é necessário ter a inteligência emocional, caracterizada pela aptidão em identificar emoções em si mesmo e nos outros e saber como reagir em situações adversas. 

Sem ela, é mais difícil reagir adequadamente a uma crise e pode acontecer de um funcionário, cliente ou fornecedor se magoar com algo que foi dito em um momento de estresse. Por isso, na última quarta-feira (27), houve o Workshop sobre ‘Gerenciar as emoções para comportamentos mais assertivos’ através do Instituto Humanizar que aconteceu no restaurante Najua, bairro Parque dez, zona Centro-Sul da cidade.

O neurocientista da Universidade de Salamanca – Espanha, António Dias, explica que a inteligência emocional é a capacidade de todo o ser humano conhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e comportamentos, assim como melhorar e ter a capacidade de lidar e gerenciá-los e destaca a importância para a vida profissional e pessoal.

“A inteligência emocional é muito importante no ponto de vista pessoal para sabermos lidar com as pessoas que nos rodeiam como a família, para conseguirmos controlar as emoções. E no profissional, costumamos falar que as pessoas são contratadas pelo seu Quociente de Inteligência (QI) e permanecem pelo seu Quociente Emocional (QE)”, explica Dias.

Ele destaca que existem cinco pilares na inteligência emocional: a autoconfiança, autocontrole, automotivação, conhecimento das emoções dos outros e habilidade nas relações sociais.

“A autoconfiança é conhecer os nossos comportamentos e aquilo que nos somos; o autocontrole é como poder controlar as nossas emoções e pensar antes de agir; a automotivação é nunca desistir e ir mais além; o conhecimento das emoções das outras pessoas é perceber as emoções delas e não ser indiferente; e por última a habilidade das relações sociais é a capacidade de desenvolver essas relações”, explica.

O neurocientista dá dicas de como gerenciar momentos intensos no trabalho com a técnica do ‘semáforo’. “Essa técnica ensina antes de tomar qualquer decisão ou falar qualquer outra coisa ficar no ‘sinal amarelo’: parar e respirar sobre as possibilidades e os planos que pode usar para responder e em seguida ir para o ‘sinal vermelho’ analisar as consequências. Depois é passar para o ‘sinal verde’ que a pessoa pode repassar respostas, ou seja, em vez de reagir e falar de tudo que vem a cabeça, é melhor refletir e analisar”, diz.

Nos negócios

A psicóloga especialista em negócio, Mayara Cansanção, explica como gerenciar as emoções para ter comportamentos assertivos e assim resultados desejados nos negócios.

“Conhecer a si mesmo é um ponto importante para liderar uma equipe, um gestor precisa saber gerenciar suas emoções para ter um time engajado. Os empreendedores necessitam perceber as habilidades de gerir suas emoções, saber retardar a gratificação e especialmente elaborar seu planejamento reduz a ansiedade e permite que os negócios aconteçam de forma mais assertiva e duradoura”, diz.

Serviço

Próximo evento: Formação Internacional em Coaching
Quando: 17 a 20/08 e  31/08 a 03/09
Contato: www.institutohumanizar.com.br 
3346 9777 / 98400 5474.

Publicidade
Publicidade