Terça-feira, 21 de Maio de 2019
Bons Negócios

Moda 'fit' faz mercado de alimentos saudáveis ter alta em Manaus

Alta procura por alimentação saudável em Manaus tem motivado a abertura de novos empreendimentos neste perfil, com ofertas de diversos produtos variados



lorganique.JPG
O L'Organique, do empresário Gabriel Jackmonth, está localizado em um centro comercial na Av. Ephigênio Salles, oferece produtos para quem segue dieta (Foto: Antonio Lima)
29/01/2017 às 08:30

A procura dos brasileiros por hábitos mais saudáveis e boa forma favoreceu o surgimento de  novas empresas, como restaurantes, empórios e serviços delivery, amparadas na produção de alimentos orgânicos, sem lactose, sem glúten, sem gordura e mais naturais.

Esses serviços no Brasil já se destacam em quinto maior mercado de alimentos e bebidas saudáveis, com volume de vendas de US$ 27,5 bilhões em 2015, segundo a pesquisa da Euromonitor. 

Uma das opções em Manaus é o ‘Dieta do Chef Delivery’, do empresário Airton Bruno, que a partir da sua necessidade de ter alimentos saudáveis investiu no empreendimento.

“Quando eu saí da indústria já estava acima do peso e precisava ser reavaliada a minha alimentação. Praticava exercícios físicos, mas não comia alimentos saudáveis. E não tinha tempo e nem habilidade para preparar as refeições. Em 2003, fomos o primeiro restaurante de alimentos saudáveis em Manaus”, destaca Bruno.

Os pratos do Dieta do Chef Delivery são destinados a públicos de classe A e B alta, são comidas preparadas diariamente, congeladas sobre encomenda e também com serviço completo sobre reeducação alimentar. “Alimentos balanceados com cardápio pronto ou com o auxílio de uma nutricionista e também conforme a dieta pronta do cliente”, diz. 

As perspectivas para Bruno em 2017 será a padronização do negócio e um trabalho completo na consolidação da marca e ainda aumentar entre 20% a 30% na venda dos produtos.

Já o Chef Salada, do proprietário Davi Colombo, surgiu em abril de 2016 ao observar a falta de um bom serviço em Manaus, no que diz respeito à alimentação saudável. Hoje, tem o objetivo de levar mais do que um simples produto para a vida das pessoas.

“Alimentos indicados a profissionais com uma vida agitada, sem tempo para preparar suas próprias refeições. Pessoas que querem perder peso,  manter a forma e desfrutar de qualidade de vida através de uma alimentação saudável e funcional”, enfatiza Colombo.

O cardápio do Chef Salada é bastante variado como: Chef Maromba, Filé à lá Chef, Atum à lá Chef, Lunch Bife, Lunch frango, Berinchef, Chef Manaós, China Chef e Salmon Chef.

A estrutura do Chef Salada funciona hoje em dois modelos: delivery e atacado, presente em redes de supermercados de Manaus como Frigorífico Amazonas e Emporium Rodrigues.

“É com orgulho que hoje participamos de resultados positivos para a vida de nossos mais de 1200 clientes e com isso a perspectiva para 2017 é mantermos a empresa em atividade com grande expansão, para que essas mesmas pessoas continuem tendo acesso aos serviços e produtos Chef Salada e continuem desfrutando de uma boa alimentação”, destaca.

O L'Organique do empresário Gabriel Jackmonth, surgiu em maio de 2016 a partir de um desejo dele e da sua namorada. Oferece produtos para pessoas que seguem dieta de restrição alimentar, veganos, vegetarianos, intolerantes/alérgicos à lactose, glúten, farináceos, diabéticos e pessoas que aderem alimentos saudáveis.

 “Gostaríamos de algo que representasse de forma sucinta o que somos e no que acreditamos”, conta Gabriel.

Hoje tem vários produtos como leites de coco, de amêndoas, doces sem açúcar, produtos lac free, pães especiais, barrinhas de proteína, molhos de tomate e massas sem glúten, suplementos alimentares.

“Estamos com perspectivas otimistas para 2017, pois temos obtido um feedback muito positivo dos nossos clientes”, pondera.

Sem glúten e sem leite

Por reeducação ou até mesmo intolerância alimentar é que surgem empresas preocupadas com estes consumidores. Assim aconteceu com Talita Benício que após enfrentar um grave problema de saúde a carioca investiu no Same Same.

“Em março de 2015 fui diagnosticada com uma alergia tardia à proteína de leite de vaca e uma sensibiidade ao glúten a partir senti uma necessidade de aprender a cozinhar os tipos de comidas específicas, fui em SP me capacitar e hoje virou um negócio”, relata.

A base dos produtos é a farinha de arroz- integral ou normal - e farinhas funcionais como as de chia, linhaça, quinoa e grão-de-bico. Não usam óleo de soja e nem açúcar branco. Só o demerara ou mascavo o azeite de oliva, óleo de coco e de girassol.

O negócio se encontra em expansão em parcerias com: Emporium Rodrigues, Mundo Verde, Pátio Gourmet, Linhaça Dourada, Lorganique, Panificadora Eliza, Villa Verde.
Hoje temos quatro tipos de pães: hambúrguer, forma, batata, abóbora (para diabéticos).

Uma novidade é a fornada nas sextas-feiras que é um serviço de degustação numa proporção menor do produto e num preço mais barato como bolo de banana, torradas e etc.

“A aceitação está sendo positiva principalmente por mães que amamentam, pessoas que estão buscando hábitos saudáveis”, conta.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.