Publicidade
Cotidiano
EMPREENDEDORES

Jovens empreendedores do AM contam como alcançaram sucesso em suas empresas

É possível aprender valiosas lições mesmo com os mais jovens, independente se você é dono de uma pequena empresa ou de uma startup 30/04/2017 às 11:55 - Atualizado em 30/04/2017 às 15:10
Show experience
O Experience Day permitiu a troca de experiências entre profissionais do Amazonas e aconteceu na faculdade Martha Falcão
Rebeca Mota Manaus (AM)

É possível aprender valiosas lições de empreendedorismo mesmo com os mais jovens. Independente se você é dono de uma pequena empresa ou de uma startup, o sucesso do negócio é o que todo empreendedor almeja. Os manauaras Leonardo Santos, da startup Neemu, e Michelle Guimarães, do Fora da Caixa, contam suas experiencias e dão dicas aos iniciantes.

Leonardo conta que foi possível implantar uma startup no meio da floresta amazônica, a Neemu, que identifica as preferências de compras de usuários na internet utilizado pelas maiores empresas de e-commerce do Brasil, que surgiu em 2011 com outros dois amigos universitários da Ufam e outros três professores. 

“Com 22 anos eu abri a startup, o sucesso foi grande pela quantidade de sócios que acreditaram na empresa. A dica que dou é ter atenção a parte burocrática, ao time que recruta e para o mercado que está vendendo. Por isso é necessário atender e resolver os nossos problemas e dos clientes”, destaca.

utra jovem empreendedora é a fundadora do Fora da Caixa, Michelle Guimarães, contando mais sobre empreender sem medo: da Amazônia à Casa Branca que explica os medos e crenças limitantes que impedem de empreender.

“Um dos maiores medos que eu enfrentei, foi no decorrer do ensino médio, meus pais tinham uma agência de viagem que estava de mal a pior, meu sonho era ir do ensino médio direto à faculdade pública, e como eles não tinham condições de pagar o cursinho, eu chorei e me desesperei. A solução foi gravar em videocassete as aulas do Futura, dessa forma consegui ingressar em turismo na UEA estudando sozinha”, revela.

Michelle conta que nos empregos anteriores passou por assédio, mas que usou dessas situações para seu crescimento interpessoal e que criou formas de se blindar, como por exemplo aulas de jiu-jitsu.

“Eu foquei na Fora da Caixa em três anos e as minhas experiências, principalmente a imersão nos EUA turbinaram o meu crescimento profissional e a empresa”, diz.

Esses jovens participaram da feira de profissão o Experience Day, que permitiu a troca de experiências com empreendedores e profissionais de sucesso da cidade. Também estiveram presentes o ator e diretor, Márcio Ballas e o secretário municipal de finanças, Ulisses Tapajós.

Publicidade
Publicidade