Publicidade
Cotidiano
ReduçãoTributária

Lojistas de Manaus vão vender produtos sem impostos nesta quinta-feira (24)

Lojas do segmento de eletrônicos, roupas, maquiagens e acessórios vão participar do "Dia da Liberdade de Impostos". Evento é uma forma de protesto e conscientização sobre o valor da carga tributária 19/05/2018 às 16:32 - Atualizado em 19/05/2018 às 19:20
Show foto
Os abatimentos podem chegar a 80%. Foto: Reprodução
Rebeca Beatriz Manaus

Desde o alimento servido à mesa até o celular em que você se conecta com o mundo: há impostos em todos os bens e serviços que você consome. Em alguns casos, o valor tributário pode chegar a quase 90% sobre o preço final do produto. Para conscientizar a população sobre os impactos dessa incidência, será realizado na próxima quinta-feira (24) o Dia da Liberdade de Impostos. 

A ação é uma parceria entre a Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem de Manaus (CDL Jovem Manaus) e os shoppings Amazonas e Manauara. Centenas de lojistas do segmento de eletrônicos, roupas, maquiagens e acessórios devem participar, reduzindo os impostos dos valores dos produtos, que serão vendidos pelo preço real.

O evento é uma forma de protesto e conscientização sobre o valor da carga tributária, conforme explica o coordenador da ação no Amazonas Shopping, Lucas Bezerra. “É um evento de conscientização que parte dos lojistas para que os consumidores entendam o quão grande é a carga tributária incidida sobre produtos e serviços. E que esse valor não retorna para a população”, destaca.

O Dia da Liberdade de Impostos acontece, simultaneamente em 16 estados brasileiros: Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraíba, Roraima e Santa Catarina, e Distrito Federal.

Reforma Tributária

Diversas áreas entram em pauta e aquecem as discussões no Congresso. Uma delas é a política tributária do País, que poderá passar por mudanças. A PEC 233/2008 estabelece novas regras para o sistema tributário. A principal mudança em caso de aprovação da proposta é a criação do Imposto sobre Operações de Bens e Serviços – IBS, no modelo de um imposto sobre valor agregado – IVA. A ideia é que esse novo imposto substitua nove tributos existentes na atual legislação. As mudança recaem sobre 96 setores e aproximadamente 500 mil itens.

Para o presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais do Estado do Amazonas (Sindifisco-AM), Roberto Geraldo da Silva, é necessário analisar particularmente as dificuldades do Amazonas.

“O Amazonas está distante dos grandes centros, e acaba ficando sem as igualdades que são prometidas pela Constituição, o que compromete o desenvolvimento do Estado”, afirma.

No Dia da Liberdade de Impostos,  o abatimento poderá chegar a até 80% de isenção tributária. Em média, os produtos disponibilizados no Amazonas Shopping e no Shopping Manauara terão redução  entre 40% e 50%. Esse valor  mudará de acordo com a faixa de tributo que o estabelecimento participante trabalha. Para o economista Edberto Rodrigues, a data serve para que o brasileiro faça uma análise de consciência.

“De modo geral, o brasileiro paga uma carga tributária muito alta e não sabe disso. Produtos de primeira necessidade, como alimentos, possuem tributação entre 5 e 15% do seu valor. Outros produtos, como perfumes, shampoos e bebidas, quase 90% do seu valor são impostos. Isso significa uma evasão de dez vezes o preço de um produto. No Dia da Liberdade de impostos, as pessoas devem se permitir, adquirir aquele produto que normalmente elas não consumiriam. E no restante do ano, devem fazer um exame de consciência e pensar se o custo dos impostos são compatíveis com os serviços que o governo tem prestado à população”, comenta o especialista.

Publicidade
Publicidade