Publicidade
Cotidiano
Notícias

Dono da Fametro revela seus segredos para o sucesso

Em pouco mais de uma década, empresa tornou-se referência no ramo educacional, consolidando-se entre as faculdades que mais crescem na cidade 29/03/2015 às 19:15
Show 1
Empresário Wellington Lins (centro) atribui o sucesso da Fametro ao trabalho em família e à fé
JORNAL A CRÍTICA Manaus (AM)

No mundo corporativo, muitos são os fatores que contribuem para o sucesso do negócio. Seja a habilidade e competência em se administrar uma empresa ou em aproveitar as oportunidades oferecidas pelo mercado.

Na vida do engenheiro civil e empresário Wellington Lins, os dois fatores citados resumem de forma clara sua trajetória à frente da Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro). Há 12 anos com cursos de ensino superior no Amazonas, a Fametro tem sido destaque como uma das instituições que mais crescem na cidade.

Católico fervoroso de uma fé inabalável, para Wellington, mais do que administrar com dedicação a empresa, o segredo está em fazer aquilo que gosta com amor e dedicação sempre dando valor ao aluno. Para ele, a presença e o apoio da família são combustíveis que têm sido fundamentais para alcançar o sucesso.

“A Fametro é nossa segunda casa. Gostamos de estar aqui convivendo com nossos alunos e colaboradores, sempre com o objetivo de  atender as suas necessidades. O diferencial que eu vejo na Fametro é a equipe de funcionários que colaboram para o crescimento da instituição. E a minha maior exigência é a boa relação deles com os alunos. Ouvir as necessidades do aluno e ter um olhar para ele de quem valoriza o bem mais precioso da instituição. Não me considero presidente desta instituição e sim membro dela. A ajuda da minha família é fundamental nesse trabalho, minha esposa Maria do Carmo e meus dois filhos me ajudam na administração da faculdade”, disse.

O início

Como em toda história, a vida corporativa do empresário na área da educação teve um começo. Preocupado com o rumo que a qualidade da educação básica do Estado estava tomando, Wellington decidiu criar o Centro Metropolitano de Ensino (Cemetro) que atua há 14 anos no ensino fundamental e médio.

“Os meus filhos estudavam em uma escola particular de renome, onde tinha um alto índice de aprovação no vestibular. E eu achava um absurdo meu filhos estarem na melhor escola da cidade com valor alto na mensalidade e eles ainda terem professores particulares para auxiliá-los no aprendizado. Então pensei em montar uma escola onde os pais não precisassem contratar professores particulares, oferecendo uma estrutura e suporte de aprendizado, foi então que surgiu a escola Cemetro”, conta o empresário. 

Ele ressalta que a escola se destacou entre as melhores da cidade. “Foi a partir desse momento que entrei na área de educação, criando futuramente a Fametro com os cursos de administração, contabilidade, serviço social e turismo”, lembra Wellington.

Objetivos

Segundo o empresário, além de oferecer um ensino de qualidade, a Fametro tem como objetivo principal oferecer oportunidades à população em adquirir e produzir conhecimento e contribuir para o desenvolvimento social e econômico do Estado do Amazonas. Muito antes do avanço das classes C e D como grandes potenciais consumidores, Wellington viu nelas oportunidades de negócio associadas ao desenvolvimento social.

“A Fametro tem uma história muito importante para a sociedade do Amazonas pelo fato de termos começado com o pensamento voltado para a qualidade de ensino com um custo bem acessível às pessoas das classes C e D. Queremos oferecer à população a oportunidade em adquirir conhecimento e ter uma formação profissional de qualidade para atuar no mercado de trabalho e contribuir com o Amazonas. Hoje estamos tentando alcançar as classes A e B”, revelou o empresário a respeito das estratégias.

Publicidade
Publicidade