Domingo, 23 de Fevereiro de 2020
TECNOLOGIA

Dono deve fazer recuperação de chip com a operadora após ter celular roubado

Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon) faz alerta à população diante dos recorrentes casos de clonagem de linha telefônicas e de apps de mensagens



roubo-celular_A0A2491F-1D43-48AC-A087-A5B893C1AA06.jpg Foto: Divulgação
10/06/2019 às 15:39

Em razão dos recorrentes casos de clonagem de linhas telefônicas e de aplicativo de mensagens instantâneas, a Polícia Civil do Amazonas, por meio do delegado Eduardo Paixão, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), alerta a população sobre como proceder mediante aos crimes de furto, fraude e estelionato que acontecem na capital.

De acordo com a autoridade policial, em casos de roubo ou perda de aparelho celular, a pessoa deve registrar o Boletim de Ocorrência (BO) em uma unidade policial ou, ainda, na Delegacia Interativa (DI), por meio da internet neste link. “Após essa primeira medida, é necessário ir à uma loja da operadora de telefonia e apresentar o BO, para que seja feita, de forma legal, a recuperação do chip”, orientou.



O titular da Decon dá dicas à população para evitar golpes pelo aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp. “Existe um procedimento de segurança no aplicativo, que permite a possibilidade de habilitar a autenticação em duas etapas. No processo, a pessoa disponibiliza um e-mail pessoal e cria um acesso de números. Além disso, é necessário manter o app atualizado”, explicou.        

Em casos de dúvidas, denúncias ou informações, a população pode entrar em contato com a equipe da especializada pelos números (92) 99662-2731 e 3214-22644. A unidade policial funciona nas dependências do 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na rua Lima Bacuri, Centro.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.