Terça-feira, 16 de Julho de 2019
ESQUEMA

Donos de pontões furtaram R$ 3 milhões em combustíveis de empresa no AM, diz polícia

Proprietários de postos fluviais de combustível foram presos pela Polícia Civil com mandado judicial. Cerca de 642 mil litros de combustível foram desviados



54271048-a87b-4545-8bb9-ba45d9d2cd6f.jpg Foto: Jander Robson
06/02/2018 às 15:15

Os empresários André Rabelo de Oliveira, 41, Francisco de Assis da Silva Souza, 42, Elizeu França Barros, 34, Preso no município de Manicoré (a 332 quilômetro de distância da capital) e também o funcionário Adenilzo da Cunha Damasceno, 55, conhecido como "Pedrinho", foram presos em cumprimento de mandato por envolvimento em furto de combustível.

A prisão se deu durante a operação "Alfeu" - que significa Deus do rio – realizada pela Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD). O prejuízo foi avaliado em aproximadamente R$ 3 milhões a uma empresa de transporte de combustível no Amazonas.

De acordo com o titular da DERFD, delegado Adriano Félix, as investigações vinham sendo efetivadas desde outubro de 2017, com apoio da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV), dos servidores da Secretaria Executiva-adjunta de Inteligência (Seai) e da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).   

Ainda segundo o delegado, os funcionários do estabelecimento de navegação detectaram falha na quantidade do produto que estava na balsa e informaram ao proprietário, que denunciou o fato à polícia no dia 6 de outubro do ano passado. “A denúncia relatou que a balsa com a gasolina estava atracada em um porto nas proximidades do Porto da Ceasa, localizado na Zona Sul, quando os funcionários abriram a balsa viram que a carga estava incompleta”, relatou Félix.

O delegado contou ainda, que outros cinco suspeitos estão sendo investigados, entre esses o vigilante Silvio André Albuquerque dos Santos. “O André confessou a participação, disse que recebeu R$ 1,5 para facilitar o furto da carga.

Segundo o delegado, cerca de 642 mil litros de combustível foi desviado, sendo que uma parte deste combustível foi levada por André Rabelo ao município de Manicoré, onde ele foi preso. Já o restante da carga foi enviada para um “Pontão”, que é um posto de gasolina flutuante, o “Pontão Bons Amigos”, localizado no Rio Negro, nas imediações do bairro Educandos, Zona Sul de Manaus.

O bando irá responder por furto qualificado, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Todos os detidos foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM)

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.