Publicidade
Cotidiano
Notícias

Editora da UEA inicia sequência de lançamentos de livros em evento nesta terça-feira (24)

Ao todo, 18 obras serão lançadas neste primeiro semestre. 'Tons e Empréstimos em Dâw' é o primeiro título a ser lançado 23/03/2015 às 16:28
Show 1
O evento, aberto ao público, acontecerá às 15h30, no auditório anexo da Escola Normal Superior (ENS)
ACRITICA.COM ---

A UEA Edições, selo da editora da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), lançará, nesta terça-feira (24), o livro “Tons e Empréstimos em Dâw”, de autoria dos professores Silvana Andrade Martins e Valteir Martins.

O evento, aberto ao público, acontecerá às 15h30, no auditório anexo da Escola Normal Superior (ENS), localizada na Avenida Djalma Batista (Cidade dos Carros).

De acordo com o Diretor da UEA Edições, Allison Leão, esse lançamento representa um marco significativo para a Universidade, pois trata-se do primeiro, de um total de 18 lançamentos que a instituição fará, até junho, como resultado do Edital Multiáreas, lançado em 2014, com a proposta de viabilizar a edição e a impressão de livros de autoria de professores e pesquisadores da UEA.

"Até Junho, deveremos lançar todos os livros que foram contemplados nesse edital. A variedade de temas e áreas do conhecimento que estão envolvidas nessas 18 obras merecem ser destacadas. São livros de História, Física, Educação, Letras e Ciências, por exemplo, que irão atrair um diversificado número de leitores", declarou Leão.

No caso de “Tons e Empréstimos em Dâw”, ainda na avaliação de Leão, os leitores encontrarão uma pesquisa da área de Linguística. “Esse é um trabalho de Linguística, mas que acaba revelando um aspecto cultural importante da nossa região”, acrescenta.

Algumas informações sobre o lançamento, em maio, de um novo edital será lançado para ampliar e contribuir com novas publicações também serão repassadas nesta terça-feira. Desta vez, serão 25 oportunidades para edição e lançamento de livros.

Outra grande novidade da UEA para o ano de 2015 será a abertura de sua livraria. Conforme o reitor Cleinaldo Costa, uma livraria física e virtual está sendo preparada para estar disponível em breve.

"Com uma livraria própria, a Universidade deseja fazer circular a sua produção acadêmica, entre a própria comunidade acadêmica e, mais que isso, permitir que qualquer outra pessoa possa livremente escolher e adquirir nossos títulos", destaca o reitor Cleinaldo Costa.

Tons e Empréstimos em Dâw

Este livro traz uma contribuição ao (re)conhecimento das línguas faladas no Amazonas. Os autores apresentam um estudo sobre o Dâw, língua da família Maku, falada por um pequeno grupo de pouco mais de 100 pessoas, que vivem na região do Alto Rio Negro, Noroeste do estado do Amazonas, próximo ao município de São Gabriel da Cachoeira.

Uma das grandes riquezas brasileiras é o seu patrimônio linguístico e sua diversidade étnica. Apesar de sua aparente homogeneidade linguistica, é o 8º país no mundo em número de idiomas falados em seu território.

Além da língua portuguesa, que é extremamente majoritária, no Brasil, são aprendidas como línguas maternas cerca de 200 línguas, sendo que cerca de 180 são línguas indígenas, algumas faladas em grupos minoritários de um pouco mais de 200 pessoas.

Na região Norte, no estado do Amazonas, concentra-se o maior percentual de línguas indígenas. O estudo dessas línguas é de grande interesse para a Língusitica, uma vez que ainda é uma área pouco conhecida do mundo quanto às suas particularidades linguísticas.

Dois aspectos que particularizam essa língua são tratados: o tom e os processos de nativização de empréstimos. Similarmente ao chinês e línguas banto, Dâw, com palavras na maioria monossilábica, emprega o tom para diferenciar uma unidade lexical de outra.

Convivendo a mais de um século com falantes da língua portuguesa e sendo bilíngues no idioma pátrio, os Dâw também integram a língua étnica muitas palavras do português. Os processos fonológicos de nativização dessas palavras são apresentados e discutidos nesta obra.


Publicidade
Publicidade