Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Notícias

Eduardo Braga chega nesta sexta (10) em Manaus, com plano de melhoria para o Estado

Ministro de Minas e Energia anuncia melhoria de distribuição do Estado do Amazonas com investimentos previstos no valor de R$ 6 bilhões


10/04/2015 às 09:25

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, chega hoje a Manaus em sua primeira visita institucional desde que assumiu o posto em 1º de janeiro deste ano. Às 10h, na sede da Eletrobras Amazonas Energia, Braga anuncia o plano de melhoria de desempenho do sistema de distribuição do Estado do Amazonas com investimentos previstos no valor de R$ 6 bilhões no período 2015 a 2018.

“As novas obras que serão realizadas na capital e interior, irão potencializar o desempenho de todo o sistema de distribuição de energia elétrica do Amazonas, além de consolidar a integração regional ao Sistema Interligado Nacional (por meio do Linhão de Tucuruí/Pará), proporcionando maior qualidade, confiabilidade e conforto aos consumidores amazonenses e atendendo a crescente demanda da indústria e comércio da região”, explica o ministro.

Na solenidade, o ministro de Minas e Energia dará posse ao novo presidente da Eletrobras Amazonas Energia, Antonio Carlos Faria de Paiva. Eduardo Braga também vai anunciar aos amazonenses o projeto pioneiro de geração de energia: a utilização da área alagada que abastece a hidrelétrica de Balbina, no Município de Presidente Figueiredo/AM, para a geração de energia elétrica por meio de placas solares que serão instaladas em flutuadores que ficarão em cima dos reservatórios de água.

De acordo com Braga, a medida, que será utilizada pela primeira vez no Brasil, já foi testada nos Estados Unidos, Japão, Alemanha e França. “O prazo que nós estabelecemos como meta é de 120 dias para que tenhamos os dois primeiros projetos pilotos instalados. O primeiro será em Balbina e o segundo em Sobradinho, na Bahia, cada um nos grandes reservatórios dessas hidrelétricas”, declarou Braga quarta-feira, na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado.

publicidade

O ministro também explicou que a geração de energia por meio de placas fotovoltaicas vai utilizar a mesma estrutura e linhas de transmissão já instaladas e que já atendem as hidrelétricas. A geração excedente vai suprir a necessidade de geração quando a capacidade dos reservatórios estiver baixa. De acordo com o ministro, os custos de investimentos nessa modalidade de geração serão menores do que de outras fontes de energia, com exceção da energia eólica (ventos). “Nossa intenção é usar 1% da área de nossos reservatórios. Se 1% da área de nossos reservatórios der certo, o volume e a quantidade de energia que nós vamos produzir, será equivalente a uma grande hidrelétrica nova neste País, com a vantagem de que nós estaremos usando as mesmas subestações, as mesmas linhas de transmissão”, explicou Braga aos senadores da Comissão de Infraestrutura. Braga, tem repetido em eventos que a quantidade de chuvas nos últimos meses e a elevação no nível dos reservatórios das hidrelétricas do Sudeste e Centro-Oeste deixa “cada dia mais distante” a necessidade de um novo racionamento energético.

Lideranças políticas não prestigiam

A primeira visita de Eduardo Braga ao Amazonas, como ministro de Minas e Energia, será marcada pela ausência dos principais líderes políticos do Estado. A visita institucional não contará com as presenças do governador José Melo, do prefeito de Manaus, Arthur Neto, do senador Omar Aziz e da maioria da bancada de deputados federais e estaduais. É o reflexo político do resultado das últimas eleições em que o ministro e senador licenciado foi derrotado na disputa pelo Governo do Estado.

Ao anunciar, em primeira mão, o plano de melhoria de desempenho do sistema de distribuição de energia do Estado do Amazonas, Eduardo Braga dá uma resposta aos críticos da gestão dele no ministério. O prefeito Arthur Neto o tem instigado nas redes sociais, dizendo que ele (Braga) “ainda não disse a que veio” e que “não entende nada dos assuntos de energia elétrica”.

publicidade
publicidade
Mais de 400 panes por mês ocorrem em coletivos de Manaus, apontam dados da SMTU
Fast e Manaus fazem primeira partida da decisão do Campeonato Amazonense 2019
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.