Publicidade
Cotidiano
Notícias

Eduardo Braga e Marcelo Ramos são fotografados juntos no Festival de Parintins

Foto publicada no Facebook do senador peemedebista causou uma reação rápida do ex-deputado, que correu para a rede social para negar que haja qualquer relação política entre eles. Os dois protagonizaram as cenas mais 'ferozes' dos debates do primeiro turno da eleição ano passado 27/06/2015 às 14:21
Show 1
A foto com Marcelo Ramos é a única da primeira noite do festival publicada, até o fechamento desta matéria, no perfil do ministro Eduardo Braga
acritica.com Manaus (AM)

Adversários na campanha pelo Governo do Estado em 2014, Eduardo Braga (PMDB) e Marcelo Ramos (sem partido) aparecem juntos em uma foto publicada no perfil do ministro das Minas e Energia no Facebook na noite deste sábado (27), durante as apresentações da primeira noite do 50º Festival Folclórico de Parintins.

"Com Marcelo Ramos, acompanhando e se encantando com a força e beleza da cultura do nosso AMAZONAS. ‪#‎AmazonasComOrgulho", descreve a publicação.

Quatro horas depois da publicação da foto, quando ainda não havia amanhecido, o ex-deputado estadual  escreveu em sua página que a imagem representa apenas um encontro social, "sem nenhuma, absolutamente, nenhuma relação política". Marcelo Ramos saiu do PSB em maio deste ano. Até agora, o ex-parlamentar ainda não se filiou a nenhum partido e já disse que pretende se lançar candidato a prefeito em 2016. Para concorrer, ele precisa estar regularmente filiado a uma legenda até setembro deste ano.

Dos atritos a uma aparente paz

Na campanha de 2014, Eduardo Braga foi o principal alvos das críticas de Marcelo Ramos, que por sua vez, se dizia a única renovação capaz de transformar o Estado. Ao parafrasear sua candidata a presidente, Marina Silva (PSB), o ex-deputado  também afirmava que era um força antagônica à "velha política".

Em um debate de televisão, por exemplo, quando Eduardo Braga criticava a gestão do governo Omar/Melo, Ramos alfinetou Braga com a seguinte frase: "Fostes tu que ajudastes a eleger esse governo. Tu podes até criticá-los, mas tinha que fazê-lo ajoelhado no milho, como eram castigadas as crianças no passado. Você é co-responsável  por este governo, pelos erros e acertos dele". A frase foi uma das que mais marcou o primeiro turno.

Com seus 179,7 mil votos e a terceira colocação na disputa, a candidatura de Ramos é tida como um dos fatores decisivos para a corrida eleitoral ter  ido ao segundo turno, do qual se sagrou campeão José Melo (Pros).

Flashes

A foto com Marcelo Ramos é a única publicada no perfil de Eduardo Braga, até o fechamento desta edição, da primeira noite de apresentações na Ilha Tupinambarana.

O perfil de Marcelo Ramos, no entanto, há fotos com políticos do seu ex-partido, como o vice-governador de São Paulo, Márcio França, e o senador carioca Romário. Ramos também posou para fotos ao lado do governador José Melo, para quem declarou voto no segundo turno da disputa de 2014.

Marcelo Ramos, no entanto, não aparece em fotos ao lado do prefeito Artur Neto (PSDB), que recentemente o chamou de "esclerosado", por críticas que o ex-deputado fez a sua gestão. Essa semana, Ramos publicou um novo artigo criticando a relação do crescimento da receita de Manaus e a eficiência da gestão na prefeitura. O ex-deputado também não aparece em fotos ao lado do senador Aécio Neves (PSDB), para quem pediu votos no segundo turno da disputa pela Presidência da República.

2016

Ainda sem abrigo partidário, o futuro de Marcelo Ramos nas eleições de 2016 ainda permanece um mistério. Eduardo Braga, por sua vez, conta com um leque de aliados potenciais. Nos bastidores, são cotados como possíveis nomes a disputar a prefeitura de Manaus com o apoio de Braga os deputados federais Marcos Rotta (PMDB), Hissa Abrahão (PPS) e a ex-deputada Rebecca Garcia (PP). Outra possibilidade é do próprio Eduardo Braga pode se lançar candidato.

Leia na íntegra a nota de Marcelo Ramos:

Pra que fique claro. Ontem estive no Festival Folclórico de Parintins e cumprimentei educadamente várias autoridades. Como o Governador José Melo e o senador Eduardo Braga. A assessoria deste último tirou uma foto e postou nas redes sociais. Eu cumprimento cordialmente qualquer autoridade, entre elas, o ministro Eduardo Braga. Mas não preciso reafirmar que cumprimentar e a assessoria dele tirar uma foto e postar é apenas o registro de um encontro social, sem nenhuma, absolutamente, nenhuma relação política. Todos que me conhecem sabem que sou uma pessoa cordial com todos e sabem também que tenho minha independência política.

Publicidade
Publicidade