Segunda-feira, 30 de Março de 2020
CAPACITAÇÃO

Educadores destacam a importância da formação contínua para a carreira

Neste fim de semana, cerca de 60 educadores participaram de curso da programação de capacitação promovida pelo Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Estado do Amazonas (Sinepe-AM)



IMG-20200216-WA0039_BB9EA6AE-C8CC-4DAD-9635-3395B21BC16E.jpg Foto: Divulgação
17/02/2020 às 21:51

A formação continuada é essencial para que o profissional mantenha o currículo atrativo e possa se destacar no mercado de trabalho. No caso dos educadores, é também uma maneira de se capacitarem para conhecer novas realidades, propor estratégias que contribuam para sanar as dificuldades e fazer mudanças significas na comunidade escolar. Neste fim de semana, cerca de 60 educadores participaram de curso da programação de capacitação promovida pelo Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Estado do Amazonas (Sinepe-AM), para este fim. Desta vez, o tema foi Primeiros Socorros.

Ministrado pela enfermeira Cristiane de Aquino Siqueira, o curso abordou, na teoria e prática, como agir em diversas situações, entre elas, engasgo, parada cardiorrespiratória, queimadura, fratura, hemorragia, intoxicação e convulsão. A ação já faz parte do calendário do Sinepe-AM e é uma forma de disseminar a Lei Lucas (13.722/18), que estabelece que as escolas, públicas e privadas, de educação infantil e básica, ofereçam curso de capacitação aos professores e funcionários, em noções básicas de primeiros socorros. Essa exigência vale também para estabelecimentos de recreação infantil.



A lei recebeu este nome em homenagem a Lucas Begalli, de 10 anos, que morreu engasgado, durante uma excursão escolar. Os professores que acompanhavam os alunos não sabiam como agir e não conseguiram salvar a vida do garoto. O caso ocorreu em 2017, em Campinas, São Paulo.

"É  um diferencial para o professor e para a escola, já que ela ganha mais segurança passando a contar com um profissional capacitado e que sabe lidar em uma situação de emergência e urgência no ambiente escolar. Dependendo da gravidade do acidente, saber aplicar os primeiros socorros é fundamental para evitar que a vítima fique com sequelas ou morra", comenta Rosilândia Mendes, professora no Centro Educacional Shekinah.

Já Beatriz Barreto, professora do Educandário Espírita Santo Agostinho, aponta que se capacitar constantemente é fundamental também para que o professor possa tornar a aula mais atrativa para os alunos e sair da mesmice. "Conhecendo novas ferramentas e metodologias, o educador faz com que o aluno aprenda com prazer e brincando", observa.

Para a presidente do Sinepe-AM, Elaine Saldanha, é essencial que o educador esteja constantemente se capacitando para aprimorar o seu trabalho como docente e, principalmente, para a criação de novos ambientes de aprendizagem, que o conduz a práticas pedagógicas capazes de ressignificar o processo de aprendizagem dos alunos. "Afinal, o educador é responsável pela formação integral do aluno, incluindo a sua visão de mundo, olhar crítico e senso de responsabilidade", destaca.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.