Publicidade
Cotidiano
POLÍTICA

‘Ele (Amazonino) só não sai candidato se não quiser’, diz vice-presidente estadual do PDT

Em suas aparições públicas, Amazonino Mendes tem desconversado quando o assunto é eleições 2018. O governador diz que está focado em realizar um bom trabalho à frente do Estado 06/02/2018 às 18:26
Show amazonino 123
Durante o discurso de hoje, Amazonino novamente não falou de eleições ou possível candidatura, mas disse que  gosta de estar no cargo que ocupa atualmente. Foto: Jair Araújo
Camila Pereira Manaus (AM)

O vice-presidente estadual do PDT, Stones Machado, afirmou nesta terça-feira (06) que, apesar de Amazonino Mendes (PDT) evitar falar de uma possível candidatura para reeleição ao governo do Estado, a sigla o apoiará. A declaração foi dada durante a divulgação do pacote de investimentos da ordem de R$ 125,5 milhões para a área da saúde no interior do Estado.

Em suas aparições públicas, Amazonino tem desconversado quando o assunto é eleições 2018. O governador diz que está focado em realizar um bom trabalho à frente do Estado e que isso atrapalharia o andamento de projetos.

“O que ele tem falado pra gente, é que desse assunto, por enquanto, ele não trata. Mas nós dirigentes o queremos como governador do Estado”, afirmou Stones Machado. “Sobre o governador do Estado, repito o que disse: ele só não sai candidato se não quiser”. 

Machado afirma que as costuras e alianças políticas serão feitas no momento certo. Por enquanto, é o momento de fortalecimento da sigla na capital e no interior do Estado.

Questionado sobre a permanência da aliança com Bosco Saraiva (SD), o vice-presidente afirmou que certamente o assunto será tratado. “No momento certo, haverá conversas aqui, para senado, deputado federal. Após essa passagem pela secretaria de segurança, ele está qualificado para qualquer coisa no Estado”, elogiou.

Cargo

Durante o discurso de hoje, Amazonino novamente não falou de eleições ou possível candidatura, mas disse que  gosta de estar no cargo que ocupa atualmente. E afirmou que os prefeitos do interior do Estado podem contar com a parceria de trabalho.

“Imagine um homem como eu, que já fui governador três vezes, agora uma quarta, prefeito três vezes, senador. O que eu tinha que procurar sarna pra me coçar? Porque me sinto bem quando realizo, com o que eu faço. Eu sei que o que estamos fazendo hoje é algo simples e singelo. Nosso mérito não é tão grande, porque o recurso é do governo federal e nós agradecemos. O nosso mérito foi levar a sério”, afirmou Amazonino.

Publicidade
Publicidade