Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
Notícias

Eleições 2014: ALE-AM ganha dez novos deputados estaduais

Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) terá 42% de renovação em janeiro de 2015 com a posse dos novos membros eleitos neste domingo (5)



1.gif Assembleia Legislativa do Amazonas terá 42% de renovação em janeiro de 2015 com a posse dos novos membros eleitos
10/10/2014 às 14:40

Após a peneira das urnas, a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) sofrerá uma renovação de quase 42%. A Casa ganhará dez novos deputados. Dos 24 da legislatura atual, cinco foram rejeitados pelos eleitores e outros cinco deixaram seus cargos para disputar outros postos.

Dos “novatos” que irão ocupar as cadeiras no parlamento estadual, há nomes com larga experiência na política. Nesse perfil estão o ex-prefeito Serafim Corrêa (PSB), que obteve 36.501 votos, ocupando a terceira colocação entre os mais votados. O vereador Bosco Saraiva (PSDB), eleito com pouco mais de 22,8 mil votos, também chega à casa com a bagagem de quatro mandatos na Câmara Municipal.

Além de Serafim e Bosco, chegam ao parlamento estadual, Sabá Reis (PR), Dermilson Chagas (PDT), Bi Garcia (PSDB), Dr. Gomes (PSD), Pastor Carlos Alberto (PRB), Augusto Ferraz (DEM), Platiny Soares (PV) e Alessandra Campelo (PCdoB), a única mulher ocupará uma cadeira na Assembleia.

CoeficienteMas, nem todos que ficaram entre os 24 mais votados foram eleitos. A causa é o coeficiente eleitoral, no qual, dependendo da coligação, um candidato com menos votos pode ser eleito no lugar de um outro mais votado.

Ficaram nesta situação nesta situação Vera Castelo Branco (PTB) e Tony Medeiros (PSL), que, apesar de ficarem em 21º e 23º lugar, respectivamente, não foram reeleitos. Marcel Alexandre (PMDB) e Dr. Miguel Carrate (PV) também não foram eleitos, mesmo tendo mais votos que outros adversários que serão diplomados como novato Augusto Ferraz e Orlando Cidade (PTN) deputado estadual eleito com menos votos, 12.089.

Além de Vera e Tony, outros parlamentares que não conseguiram a reeleição foi Fausto Souza (PSD), Francisco Souza (PSC) e Wilson Lisboa (PCdoB). Estes dois últimos tiveram os registros de suas candidaturas negados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) e ainda dependiam de recursos junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Apesar disso, Souza e Lisboa foram para suas respectivas campanhas, porém sem êxito.

Mais votado

O atual presidente da ALE-AM, deputado Josué Neto (PSD) obteve a maior votação entre os candidatos, 60.634 votos, o que representou 3,72% dos votos válidos entre os demais concorrentes. Os dados são referentes a 99,97% das urnas apuradas, restando apenas duas urnas, 548 votos a serem computados.

Aliados de Melo são maioria na ALE

Partidários da coligação “Fazendo Mais por Nossa Gente”, do candidato à reeleição, José Melo (Pros), conquistaram maioria das cadeiras na ALE-AM: 13 das 24 cadeiras, podendo assim limitar o poder da oposição e impulsionar as diretrizes da base governista, em uma eventual reeleição de Melo.

Mesmo sem ter a maioria dos assentos na Assembleia, a coligação do candidato ao Governo, Eduardo Braga (PMDB) contará com 10 parlamentares em sua base, distribuídos em sete partidos, o mesmo número da base de Melo. Entre as duas “forças partidárias” está o PSB que dispõe de apenas uma cadeira, a de Serafim Corrêa.

Lados opostos

Compõem a base aliada ao governador José Melo: Josué Neto, Ricardo Nicolau, David Almeida e Dr. Gomes, todos do PSD. Bosco Saraiva e Artur Bisneto, ambos do PSDB, Abdala Fraxe e Orlando Cidade, do PTN, Cabo Maciel e Sabá Reis, do PR, Sidney Leite (Pros), Augusto Ferraz (DEM) e Platiny Soares (PV).

Já o grupo de Braga é formado por: Berlamino Lins, Wanderley Dallase Dr. Vicente, todos do PMDB, José Ricardo e Sinésio Campos, do PT Adjuto Afonso (PP), Pastor Carlos Alberto (PRB), Dermilson Chagas (PDT) e Alessandra Campelo (PCdoB).

Souzas e Castelos Brancos barrados

Apesar de contarem com expressiva votação, o clã “Castelo Branco”, que pleiteava duas vagas para o parlamento estadual e uma na Câmara Federal, não teve êxito como em outras eleições. O vereador Reizo Castelo Branco (PTB) e sua mãe, a deputada estadual Vera Castelo Branco, do mesmo partido, tiveram pouco mais de 13 mil e 19 mil, o que não foi suficiente para que Reizo iniciasse sua trajetória na Assembleia e Vera fosse reeleita.

Já o deputado federal Sabino Castelo Branco, também (PTB), não conseguiu a reeleição. Ele obteve 69.708 votos, 2.164 votos abaixo de Conceição Sampaio (PP), que ocupou a última vaga da coligação “Renovação e Experiência”.

O mesmo ocorreu com os irmãos Carlos e Fausto Souza. Ambos do PSD, eles tentavam a reeleição para o parlamento federal e estadual, respectivamente. Carlos iniciou sua carreira política como vereador. Em 2006, ele foi eleito pela primeira vez deputado federal com a expressiva votação de 147.212 votos. Após sua curta passagem com vice-prefeito de Manaus em 2009, no ano seguinte ele retornou a Câmara Federal com 112.393 votos, elevado grau de desempenho se comparado aos modestos 53.019 votos, nesta última eleição.

Confira a lista dos novos deputados estaduais com o número de votos

Ex-prefeito Serafim Corrêa teve 36.501 votos

Dermilson Chagas obteve 29.324 votos

Platiny Soares recebeu 26.987 votos

Alessandra Campelo ficou com 25.361 votos

Vereador Carlos Alberto teve 24.843 votos

Vereador Bosco Saraiva obteve 22.802 votos

Ex-prefeito Bi Garcia ganhou 22.782 votos

Ex-deputado Saba Reis teve 17.869 votos

Augusto Ferraz ficou com 15.463 votos

Vereador Francisco Gomes obteve 16.764 votos

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.