Publicidade
Cotidiano
Notícias

Eleito presidente da CMM, Wilker Barreto pretende economizar R$ 600 mil em sua gestão

Presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Wilker Barreto anuncia medidas para reduzir gastos e promover melhorias no Parlamento 08/01/2015 às 14:29
Show 1
Capacidade de investimento da Câmara será ampliada a partir da revisão de contratos da Casa com fornecedores. Plano da presidência é reduzir custos dos serviços contratados em 10%
Raphael Lobato Manaus (AM)

Eleito presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Wilker Barreto (PHS) antecipou ontem parte das medidas que irá tomar a partir da retomada das atividades da Casa, em fevereiro. Barreto quer rever todos os contratos com fornecedores da CMM e diminuir em 10% o custo de todos eles. O presidente calcula que, com a medida, poderá economizar R$ 600 mil por ano.

Aconselhado por economistas, Wilker Barreto quer aumentar a capacidade de investimento da Casa, atualmente de R$ 12 milhões, revendo contratos com fornecedores de manutenção e limpeza, manutenção das instalações, de internet e com o Banco do Brasil. Uma audiência foi marcada com o banco que controla a folha da CMM para a próxima semana.

“Precisamos pensar em uma Câmara com praticidade e agilidade. Esses contratos precisam ser reavaliados para que possamos também diagnosticar quais serviços podem ser melhorados. Há muito serviço que era caro ontem e que hoje já barateou”, disse o presidente durante um café promovido a jornalistas na manhã de ontem.

Melhorias

A presidência da Casa espera que a medida possa dar fôlego a reivindicações constantes dos parlamentares. Wilker afirmou que irá priorizar, no primeiro semestre deste ano, medidas como a pintura da fachada do Parlamento e a melhora do setor de Tecnologia da Informação. “Nós temos uma tecnologia que avança de forma gradual. Hoje, nós funcionamos praticamente 100% de uso de papel. E temos que avançar ainda mais nisso”, declarou.

O pacote inclui também a reforma e ampliação do estacionamento da Casa. Wilker Barreto e o prefeito Artur Neto (PSDB) estudam uma parceria para revitalizar a mini-vila olímpica localizada ao lado da CMM, no bairro Santo Antônio. Em troca, a comunidade disponibilizaria parte do terreno para a ampliação do estacionamento.

O presidente antecipou ainda que quer avançar nas negociações para a implantação da TV Câmara. Recentemente ele se reuniu com o ex-governador eleito senador Omar Aziz (PSD) para pedir engajamento do parlamentar no processo.

Antecessor de Wilker na presidência, o vereador eleito deputado estadual Bosco Saraiva (PSDB) teve pouca margem orçamentária para investimentos. O tucano precisou lidar com um rombo no caixa da casa que chegou a atingir R$8 milhões no fechamento de 2013. A dívida era resultado do pacote de aumentos salariais e de benefícios promovidos no fim da gestão de Issac Tayah (PSD).

Gomes descarta composição

Cotado para assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), o vereador Dr. Gomes (PSD) descarta participar de negociações para compor a mesa diretora da casa. Primeiro suplente, o pessedista depende da possível nomeação do deputado Sidney Leite (Pros) na reforma administrativa do governo para ocupar a vaga do parlamentar.

“Eu sou apenas uma consequência da primeira suplência. E não estou esperando nada, estou tranqüilo. Ainda não conversei com o governador, nem com o deputado. Caso eu assuma em fevereiro, não tenho qualquer pretensão de compor a mesa, até porque entendo que a vez será dos deputados mais antigos na bancada”, disse.

Essa poderá ser a segunda chance de o vereador ingressar na ALE. Gomes conseguiu saiu vitorioso nas eleições, mas terá a vaga ocupada pelo deputado Francisco Souza (PSC), que às vésperas da diplomação conseguiu reverter a sua inegibilidade.

Publicidade
Publicidade