Publicidade
Cotidiano
Notícias

Em 2014, Brasil criou quase 400 mil novos empregos

Setor com mais novos postos de trabalho foi o de serviços, seguido do comércio e a administração pública. Em relação a 2013, houve aumento de 1% no estoque de empregos, mas queda de 64,4% das vagas abertas 23/01/2015 às 21:19
Show 1
Números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados
Luciano Nascimento (Agência Brasil) Brasília (DF)

O Brasil registrou 396.993 novas vagas de trabalho com carteira assinada no ano de 2014, informou o Ministério do Trabalho e Emprego. Houve aumento de 1% em relação ao estoque de empregos em dezembro de 2013. Porém, os empregos criados no ano passado representam queda de 64,4% em relação às vagas abertas em 2013 – que somaram 1,1 milhão.

O setor que mais criou empregos foi o de serviços, com 476.108, em seguida vêm o comércio, com 108.814, e a administração pública com 8.257 empregos. Os números da pesquisa foram retirados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Segundo a Caged, os estados que mais geraram empregos foram Santa Catarina, com 53.887 (+2,72%), Rio de Janeiro, com 53.586 (+1,39%) e Ceará, com 47.372 (+3,98%). Entre as regiões, o Sudeste teve o melhor desempenho, com 121.689 vagas (+0,56%), seguido do Sul, 118.795 vagas (+1,62%) e Nordeste com 99.522 empregos (+1,51%). No Centro-Oeste, o saldo foi de 39.335 (+1,25%) e no Norte em 17.652 vagas (+0,39%).

Os setores da agricultura, da construção civil e da indústria de transformação fecharam o ano com saldo negativo. Na agricultura, a variação negativa ficou em 370 vagas. A construção civil terminou 2014 com menos 106.476 empregos e indústria de transformação com menos 163.817 postos de trabalho.

Publicidade
Publicidade