Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
Notícias

Em 2014, quase 1.200 pessoas foram diagnosticadas com DST/Aids em Manaus

O número preocupa a Semsa e evidencia a importância das campanhas de conscientização sobre o teste rápido que detecta a doença.



1.jpg Os testes rápidos para detecção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST/Aids) podem ser realizados gratuitamente em 60 Unidades de Saúde da capital
31/01/2015 às 14:53

Em 2014, quase 1.200 pessoas receberam a confirmação de que são portadoras de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids (DSTs/Aids), em Manaus.

Para a chefe do Núcleo de Controle de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Adriana Raquel de Souza, o número é preocupante e evidencia a importância das campanhas de conscientização sobre o teste rápido que detecta a doença. “O trabalho de prevenção e alerta é essencial para esclarecer a importância do teste”, disse.

Em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans, celebrado em 29 de janeiro, a Semsa realizou, na última quinta-feira, uma abordagem noturna com foco na população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros (LGBT), além de profissionais do sexo com orientações de prevenção e sobre o diagnóstico precoce das DST/Aids.

A ação se concentrou na Zona Leste de Manaus, onde os agentes da rede municipal de saúde ofereceram o teste rápido para HIV, distribuíram insumos de prevenção como preservativos femininos e masculinos, além de repassarem orientações sobre as formas de prevenção às DST’s.

Testes rápidos

Adriana Souza explicou que o teste de HIV oferecido nesta abordagem é um processo seguro, sigiloso e acessível, salientando que as unidades básicas de saúde da capital também oferecem este serviço durante o ano todo.

“A Semsa mantém a oferta de testes rápidos em 60 Unidades Básicas de Saúde e a população tem acesso aos serviços de forma ampla. A preocupação com relação aos casos de DST/Aids é muito grande, pois em 2014 foram registrados 1190 novos casos das doenças, um resultado justificado pelo acréscimo no diagnóstico”, disse Adriana Souza.

Parceria

Jaqueline Maldonado, diretora do Núcleo Trans da Associação Garotos da Noite (AGN), ressaltou que a parceria com a Semsa para promover a abordagem desses públicos específicos cumpre importante papel no incentivo ao diagnóstico precoce para o HIV, assim como na otimização do tratamento e prevenção de infecções.

“A Semsa vem nos dando apoio e oferecendo parceria há bastante tempo, disponibilizando os testes rápidos e fazendo conosco as ações educativas, pois sabemos que esse é um problema mundial, especialmente em relação à Aids que não tem cura. Fazemos a nossa parte também com prevenção e orientação aos transexuais e travestis, além de conscientização da população”, declarou.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.