Publicidade
Cotidiano
Notícias

Em 2016, Tv Cultura do Amazonas irá exibir programas voltados para a formação

Programas ao estilo videoaula já começaram a fazer parte da grade de programação, como por exemplo, “aulões” preparatórios para as provas de ingresso na UEA 27/12/2015 às 16:11
Show 1
Programas voltados a formação estarão em destaque na grade na emissora no ano de 2016
Lídia Ferreira Manaus (AM)

A TV Cultura do Amazonas vai entrar 2016 com mudanças na sua linha editorial. Programas voltados a formação estarão em destaque na grade e a interiozação será outro projeto a ser desenvolvido pela emissora.

“Temos um direcionamento claro e estratégico a caminho da educação e do conhecimento, tanto na produção de conteúdo quanto na forma de exibi-lo”, declara a presidente da emissora, Wânia Lopes.

A primeira etapa é a produção de conteúdo. Programas ao estilo videoaula já começaram a fazer parte da grade de programação, como por exemplo, os “aulões” preparatórios para as provas de ingresso na Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Outros começaram a ser produzidos em parceria com secretarias do governo estadual, como é um programa dedicado ao setor primário, realizado com o apoio da Secretaria de Produção Rural.

“Alguns projetos são produzidos pela TV Cultura e outros serão só exibidos”, ressalta Wânia. Como exemplo, ela cita os programas “Papo com mestres” e “Conectarte”, produzidos pela Secretaria de Estado da Cultura (SEC).“Manaus e os munícipios da região metropolitana, como Iranduba, por exmplo, já estão recebendo essa programação”, disse a presidente.

Para os demais municípios, as videoaulas serão exibidas por meio da plataforma IPTV (Sistema Presencial Mediado por Tecnologia), que já é utilizado pelo Governo do Amazonas por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc). “É a única forma que conseguiremos chegar lá, em regiões mais distantes da Amazônia”.

A TV Cultura também passará por um processo de modernização para exibir o sinal digital. Aprovada no programa Pro TV Digital, a emissora pública vai receber R$18 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a mudança que ocorrerá até 2017.

Além de equipamentos de produção, serão instaladas 10 torres de transmissão que levarão o sinal aos municípios de Rio Preto da Eva, Parintins, Coari, Tefé, Humaitá, Manacapuru, Parintins, Maués, Tabatinga e Itacoatiara.

Publicidade
Publicidade