Publicidade
Cotidiano
ASSEMBLEIA

Em dois meses, deputados Adjuto Afonso e Augusto Ferraz foram os mais faltosos

Parlamentares afirmam que faltas foram justificadas por visitas às comunidades e municípios do interior. Na Câmara Municipal, vereador Felipe Souza é o que possui maior número de ausências 30/03/2018 às 09:08
Show adjuto
Foto: Reprodução
Larissa Cavalcante Manaus (AM)

Dos 24 deputados da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), Adjuto Afonso (PDT) e Augusto Ferraz (DEM) foram os mais faltosos nas sessões plenárias realizadas nos meses de fevereiro e março. Nesse período, ocorreram 18 reuniões e cinco ordens do dia – momento em que são votados os projetos de lei. As informações estão disponíveis no site do Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL).

Já iniciaram a corrida pela reeleição 18 deputados, outros quatro se preparam para disputar vaga para deputado federal e um ensaia se candidatar para o governo do Estado.

O deputado Augusto Ferraz (DEM) compareceu a apenas 12 sessões plenárias, 66,67%, e quatro ordens do dia, 80%. O deputado justificou as ausências com visitas às comunidades e municípios do interior do Amazonas. “Desde que fomos eleitos nos desdobramos entre o plenário e o exercício parlamentar externo. E todas as minhas ausências foram justificadas à mesa diretora. Projetos importantes não são prejudicados pela ausência de parlamentares; mantemos contato para que possamos votar as matérias no tempo adequado”, esclareceu.

Em segundo lugar no ranking de ausências, Adjuto Afonso (PDT) disse que justificou todas as suas cinco faltas e, mesmo não estando presente no plenário, não deixa de estar na atuação parlamentar. “Viajo muito a serviço e entendo que o plenário é deliberativo. No mês de fevereiro fui várias vezes para o interior e na última quarta-feira estava em Brasília. Há assuntos que precisam ser tratados em dia útil”, declarou.

Com 77,78% de presença nas sessões, os deputados Sidney Leite e Wanderley Dallas, ambos sem partido, compareceram a  14 sessões e 4 e 3 ordens do dia, respectivamente. “Para quem tem atuação no interior é complicado. Eu não tenho uma falta por viagem para outro Estado nem para Brasília. Eu vejo que temos uma dificuldade na Assembleia com a adoção do sistema de encerrar o expediente no início da tarde”, disse Sidney  Leite.

O parlamentar adiantou que na próxima semana irá apresentar uma proposta de resolução legislativa para que, em dia de sessão plenária, não ocorra audiência pública. “Uma das funções do Parlamento fica comprometida, que é o debate. Há duas semanas a sessão plenária está encerrando sem o grande expediente por conta da solenidade. Lembrando que a atuação não se resume ao plenário, temos audiências e outras atividades”, disse.

Assíduos

Os deputados Sabá Reis (PR) e Mário Bastos (PSD) possuem 100% de presença nas sessões plenárias realizadas em fevereiro e março. O ranking é seguido pelo parlamentares Abdala Fraxe (PODE), Cabo Maciel (PR), Carlos Alberto (PRB), Dermilson Chagas (sem partido), Francisco Souza (PODE), José Ricardo (PT) e Vicente Lopes (sem partido) com 17 presenças;  Alessandra Campêlo (MDB), Luiz Castro (REDE), Orlando Cidade (PODE), Serafim Corrêa (PSB) e Sinésio Campos (PT) tiveram presentes em 16 sessões.

“Percebemos que há uma falta de compromisso. Temos que primeiro atender aos nossos patrões (povo) e depois os nossos interesses”, afirmou Mário Bastos.

Felipe Souza tem mais faltas na CMM

No site da Câmara Municipal de Manaus (CMM) está disponível apenas a frequência dos vereadores em fevereiro. A diretoria de comunicação da Casa informou que a compilação dos dados de março ainda não foi concluída. Em fevereiro, a CMM realizou oito sessões ordinárias. As reuniões são realizadas sempre de segunda a quarta-feira.

 Dos 41 vereadores, o parlamentar Felipe Souza (PODE) aparece com o maior número de faltas com três ausências justificadas por motivo de “caso fortuito ou força maior (AJ2)”. Na lista aparecem os vereadores Bessa (sem partido), Isaac Tayah (PSDC),  Mauro Texeira (PODE), Reizo Castelo Branco (PTB) e William Abreu (PMN) com duas faltas AJ2; e Fred Mota (PR) e o professor Fransuá (PV) aparecem com apenas uma ausência AJ2.

 A reportagem tentou ouvir Felipe Souza por meio do telefone 981xx-xx01, mas o vereador não quis se posicionar.

Publicidade
Publicidade