Publicidade
Cotidiano
Notícias

Em protesto, moradores interditam Avenida Constantino Nery, ao lado do Terminal 1

Os moradores do bairro Presidente Vargas, reclamam a inclusão nas obras do Prosamim. A cheia dos rios já atinge já afeta algumas casas 28/05/2015 às 13:47
Show 1
Moradores do bairro Presidente Vargas fecham a avenida Constantino Nery cobrando inclusão no programa Prosamim
Alexandre Pequeno e Rafael Seixas ---

CONFIRA AQUI GALERIA DE IMAGENS 

Na manhã desta quinta-feira (28), um grupo de cerca de 30 moradores do bairro Presidente Vargas (Matinha), interditaram a avenida Constantino Nery, no trecho ao lado do Terminal 1, sentido Centro, em protesto sobre a demora no início das obras do Prosamim no local.

Com cartazes, os moradores fecharam a via utilizando móveis, como sofás, televisores, madeiras. Carlos Geisel, 42, morador do bairro há 20 anos, afirma que a cheia dos rios já atinge as casas, com isso, é propício ao aparecimento de animais, como cobras, sapos, caramujos.

“Temos um documento do governo, em que dizem que no momento não é prioridade ao início das obras no local”, afirma.

Agentes do Manaustrans e policiais militares da 24° Cicom já estão no local tentando negociar com os moradores. Jair Pereira, 50, líder comunitário afirma que eles não irão sair da área até que um representante do governo chegue no local.

Segundo a polícia, por conta do protesto, grande parte do trânsito da avenida Constantino Nery está comprometido, com cerca de 250 mil carros prejudicados desde a área interditada, até mais adiante após o viaduto.


O capitão Anderson Saiff, 34, da 24º Cicom, afirma que a polícia já tentou conversar com os protestantes, porém eles estão irredutíveis. O capitão afirma ainda que caso os moradores continuem se negando a interditar a via, a polícia terá que utilizar da força para conter os moradores e liberar a via.


Publicidade
Publicidade