Publicidade
Cotidiano
Notícias

Em reunião com aliados, Eduardo Braga e deputados eleitos dizem que oposição a Melo vai continuar

Políticos se reuniram com o senador e candidato ao Governo derrotado no último pleito para tecer críticas à gestão de José Melo, governador que somou 55,5% dos votos nas eleições deste ano 14/11/2014 às 14:43
Show 1
Entre outras críticas, Braga se mostrou contra a indicação do deputado estadual Sidney Leite (Pros) para o comando da Sepror
Luciano Falbo* Manaus (AM)

Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (14), o senador Eduardo Braga (PMDB), candidato derrotado no segundo turno nas eleições deste ano, junto com representantes de partidos aliados que compuseram a coligação Renovação e Experiência, anunciaram que não irão desfazer os palanques e vão continuar fazendo oposição ao governo de José Melo (Pros), candidato reeleito.

Além da candidata à vice na chapa de Braga, a deputada-federal Rebecca Garcia (PP), estiveram presentes o vice-prefeito de Manaus, Hissa Abraão, deputado federal eleito pelo PPS, deputados da bancada do PMDB e representantes do PT, do PCdoB e de outros partidos aliados. Também compareceram os deputados estaduais eleitos Alessandra Campêlo (PCdoB) e Carlos Alberto (PRB). Todos declararam que farão oposição e que continuarão aliados de Braga. O ato acontece 19 dias depois da definição do pleito para o Governo Estadual, na qual José Melo saiu vitorioso, com 55,5% dos votos válidos.

Na coletiva, Braga fez críticas à indicação do deputado Sidney Leite (Pros) para o comando da Secretaria de Produção Rural (Sepror), entre outras observações à gestão de Melo. “O Sidney não é técnico. Na campanha, o Melo disse que ia colocar um técnico e o Sidney é um político”, disse Braga. O peemedebista afirmou que já na largada para 2015 José Melo começou a descumprir promessas de campanha ao não destinar o montante que prometeu para a educação, o que ele tachou de “estelionato eleitoral”.

*Com informações do repórter Raphael Lobato

Publicidade
Publicidade