Publicidade
Cotidiano
INTERCÂMBIO

Empresa de Manaus auxilia na admissão de alunos em universidades americanas

Os serviços de consultoria da Apply começaram a ser desenvolvidos em 2014 e pelo menos 50 estudantes já foram aceitos em universidades Top 50 dos EUA 16/02/2017 às 05:00
Show empresa
(Foto: Divulgação)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

Pelo menos 50 alunos foram aceitos desde 2014 em universidades Top 50 dos Estados Unidos depois que fizeram consultoria na empresa Apply.  A instituição foi criada com o objetivo de preparar os estudantes para testes de admissão e processos seletivos das faculdades estrangeiras. O investimento para o acompanhamento é de R$ 50 mil por ano, mas bolsas de 100% também são oferecidas para os interessados.

Por muita das vezes, a empresa de consultoria Apply é confundida com uma escola que auxilia na ida dos alunos para universidades nos EUA, mas o proprietário, Mateus Bennarós, explica a diferença. Ele afirma que a instituição surgiu de uma forma curiosa, após se inscrever na tradicional Universidade de Yale em 2009 e perceber a falta de informação no Brasil sobre os processos de admissão nas universidades estrangeiras.

“A Apply é uma empresa de consultoria, não é uma escola. Ajudamos ao aluno que quer estudar em uma universidade dos EUA nos testes, na preparação de redações, na produção dos documentos, entre outras coisas. A idéia de criar a empresa surgiu da necessidade que as pessoas têm de informação, pois estudei em Yale e não sabia como funcionava todo os processos de lá. Quando voltei para o Brasil resolvi ajudar outras estudantes. Hoje temos 100% de admissão”, disse Matheus, acrescentando que é formado em Arquitetura, mas atua como empresário. 

Segundo Mateus, as ações da empresa atingem apenas o país norte-americano, pois conforme rankings, as universidades dos EUA são as melhores do mundo.  “Se as melhores universidades do mundo estivessem localizadas no Quênia, por exemplo, focaríamos em levar os nossos alunos para lá. Mas como as faculdades dos EUA  são as que apresentam as melhores notas, o nosso objetivo é fazer com que os brasileiros se tornem fortes candidatos para admissão dessas instituições”, disse.

O desejo do empresário é mandar um exército de alunos para os Estados Unidos, pois segundo ele, faria com que a situação do Brasil melhorasse. Ele também fala da importância do aluno ter experiência em uma universidade estrangeira.

“Temos alunos que são admitidos em universidades durante dois meses da nossa consultoria, outros só depois de anos. Isso depende muito de cada estudante, mas o importante é ele ser aceito. Eu mesmo posso falar das vantagens de estudar com pessoas do mundo inteiro e ter apenas professores com PHD. Quando você estuda em outro país faz com que você queira mudar a realidade do Brasil”, afirmou.

Como participar?
Os pacotes oferecidos pela Apply com consultoria fornecem aulas, suporte pessoal e via Skype/telefone, acompanhamento nas viagens para fazer os exames, que são feitos apenas fora de Manaus. Como cada programa é individual e depende do número de universidades para quais o aluno se candidata, os preços variam entre 50 mil anual.

“A grande maioria dos nossos alunos recebe oferta de bolsa depois de admitidos pelas universidades americanas, o que ajuda a cobrir o curso do serviço. Aquelas pessoas que não precisarem de bolsas podem entrar em contato com a gente também por meio do site ou dos canais das mídias sociais. Atendemos alunos de outros estados também”, ressaltou.

Os interessados em concorrem ao programa de bolsas da consultoria podem se inscrever até 20 de fevereiro por meio do Site da instituição.  “O que conta muito na admissão de uma pessoa em uma universidade dos EUA é a sua vida fora da sala de aula. Eles querem saber se o estudante já participou de grupos sociais ou políticos, além de comissões da escola e instituição. As redações mais aceitas são aquelas que o aluno conta o que ele acha que vai mudar na vida dele, caso seja aprovado por aquela instituição”, explicou.  

Vaga para mestrado
O sonho de estudar em uma universidade americana da amazonense Aline dos Santos Baptista,24,  se tornará realidade em Agosto deste ano. Tudo porque ela foi aprovada no Program LLM Comparativa Law, de Mestrado em Direito, da School of Law da Universitu of San Diego. A aluna receberá a bolsa “Merit Scholarship” no valor de 11 mil dólares por ano (equivalentes a R$ 34, 200,00 anuais aproximadamente). 

Aline conta que passou um ano se preparando na empresa de consultoria Apply para a aprovação na instituição dos EUA. Ela teve ajuda na preparação do currículo, nos testes de proficiência na língua inglesa e nos processos seletivos estipulados pelas universidades.

“Me formei ano passado em direito na Ufam. Já tinha participado de algumas competições em instituições dos EUA, por isso sempre tive o desejo de estudar fora. Descobri que existia uma empresa de consultoria, chamada Apply, com índice de aprovação muito alta de estudantes brasileiros em universidades dos Estados Unidos. Comecei a participar dos processos de admissão e ontem recebi a confirmação que fui aprovada”, comemorou a estudante.

Segundo ela, o sentimento a partir de agora é de alegria, pois passará pelo menos um ano estudando na universidade que ocupa a 74ª posição no ranking das melhores escolas de Direito, segundo a US News.  

“O sistema de admissão em uma universidade dos EUA não é da mesma forma que a do Brasil, com vestibular e tudo, mas sim por mérito escolar do aluno. Então não conta só as notas da faculdade, mas sim o que ele fez durante as horas vagas. Por isso, ainda não estou acreditando que isso aconteceu. Meus pais estão muito feliz também,”, comentou Aline.

Estudar comunicação nos EUA
Apaixonado pela área da comunicação, o estudante Diego Cardoso, também sonhava em fazer faculdade em uma universidade americana. Após decidir entrar em contato com representantes da Apply em abril do ano passado e participar da consultoria, ele conseguiu ser admitido em pelo menos duas universidades dos EUA.

Entre elas, estão a segunda melhor universidade de fotografia do mundo, a School of the Art Institute of Chicago, com direito a bolsa de 30 mil dólares para os 4 anos de curso (equivalentes a R$ 96.000,00 aproximadamente). Além da Savannah College Of Art and Desing, que é a instituição número 1 dos Estados Unidos em Design de Interiores.

“Até o começo do terceiro ano tinha o desejo de estudar em instituições localizadas no Sul do país, pois lá se encontra a melhor universidade de publicidade do Brasil. Mas conversei com alguns amigos e comecei a sonhar em estudar fora. Entrei em contato com os meninos da Apply e eles começaram a me acompanhar nesse processo”, comentou.

Para atender o desejo de estudar nos EUA, Diego saiu da escola que estudava e decidiu fazer supletivo para se dedicar totalmente aos processos de admissão das universidades norte-americanas.“Já tive o resultado de duas universidades. Agora estou esperando o resultado de mais sete para decidir para onde vou. Estou muito nervoso, mas tenho boas expectativas do que vai acontecer, pois será uma grande experiência para mim. Tomei grande grandes decisões para chegar até aqui, uma delas foi sair do Lato Sensu e fazer supletivo. Não me arrependo”, disse.

 

 

Publicidade
Publicidade