Quarta-feira, 25 de Novembro de 2020
SERVIÇO

Empresa do AM preserva colaboradores e foca no delivery para Páscoa

A Bombons Finos da Amazônia está apostando nas vendas por meio das redes sociais e dos descontos progressivos



OVOS_E0119768-183E-4976-8949-8C3C8789958C.jpg Foto: Divulgação
03/04/2020 às 15:20

Com o comércio parcialmente fechado desde a publicação do decreto do governo do Estado para conter a proliferação do coronavírus no Amazonas, a Bombons Finos da Amazônia tem buscando se reinventar diante da crise que está cada vez mais próxima. Com 22 anos no mercado amazonense, a empresa ­está apostando em vendas on-line e também em descontos progressivos para uma de suas datas mais importantes: a Páscoa.

De acordo com Jorge Júnior, proprietário da fábrica de chocolates, ele tem “encarado a crise de frente”. “A questão de higienização não mudou nada. Já usávamos álcool em gel a 70%, a lavagem das mãos é frequente e sempre usamos máscaras e toucas. Trabalhamos com produtos alimentícios, então, por regra, temos que manter esse padrão. Mudou mesmo a rotina da empresa. Nosso administrativo tem trabalhado remotamente e somente 25% dos funcionários da fábrica estão atuando e em formato de escala. Estamos funcionando com delivery e investindo nosso tempo e disposição na divulgação dos nossos produtos”, conta ele.



Ainda na fábrica, foi adotado um novo distanciamento entre os colaboradores e todos passam, tanto na entrada quanto na saída, por um termômetro digital.

Empregos

Apesar do momento preocupante, Júnior revela que não pretende demitir nenhum de seus colaboradores. “Acreditamos que somos parceiros. Mais de 80% dos funcionários estão conosco há mais de 5 anos, conhecem nosso produto, nossa história, nossa índole e são pessoas que sempre podemos contar. O mínimo que podemos fazer, neste momento, é tranquilizá-los e dar suporte no que pudermos ajudar. Não demitimos ninguém, nosso quadro continua o mesmo”, afirma ele.

Atualmente, das cinco lojas da capital, somente duas estão abertas: a do Distrito Industrial e da Avenida Umberto Calderaro. Ambas como ponto de abastecimento para o delivery.  “Mudou tudo drasticamente. Estamos nos adequando e buscando encarar tudo isso como uma experiência, uma lição para sairmos mais fortalecidos”, ressalta ele, salientando que houve uma queda de 80% a 90% no faturamento.

Júnior comenta, também, que antes da Organização Mundial da Saúde (OMS) decretar pandemia, a expectativa para a Páscoa era muito positiva, sendo esperada a melhor data dos últimos 10 anos. “Muitas pesquisas apontavam um cenário positivo para a indústria de chocolate. Nos preparamos muito, fizemos investimento em matéria-prima, embalagens... Quando falamos de Páscoa, não falamos de 2/3 meses de planejamento, mas de 8/9 meses até 1 ano. E são coisas que não conseguimos alterar. Hoje, nosso objetivo é atender nossos clientes, amigos e empresas. Não vamos parar e nem desanimar. Vamos com ânimo e esperança”.

Atrativos

E para conseguir combater a crise, Júnior disponibilizou o sistema de delivery. As solicitações podem ser feitas pelas redes sociais da Bombons Finos e também pelos telefones (92) 98458-5620 ou 3236-2610, até o meio-dia. Os produtos selecionados serão entregues no mesmo dia, após esse horário serão entregues pela parte da manhã no dia seguinte. Ainda é possível comprar pelo site da empresa (bombonsfinos.com.br) e também pela loja no Mercado Livre. Lembrando que a fábrica faz entregas em outros estados do País.

Outro atrativo são os descontos progressivos. Na compra de um ovo recheado (300g), o segundo sai com 30% de desconto e o terceiro com 50%. Comprando dois ovos, 20% de desconto; três ovos, 25% e acima de quatro, 30% de desconto.

Já os preços dos ovos de Páscoa variam de R$ 26 (180g) a R$ 43 (300g) sendo eles ao leite ou branco e com recheios variados de castanha, cupuaçu, açaí, coco, morango, brigadeiro belga, doce de leite, paçoca, entre outros. Inclusive, existe a opção ao leite zero açúcar para quem quer manter a boa forma.

“Estamos fazendo a reposição de estoque junto aos nossos parceiros dos supermercados, lojas de conveniência e também farmácias. O que pudermos fazer para facilitar a vida dos nossos clientes, nós fazemos. Somos uma empresa do Amazonas e trabalhamos valorizando a nossa região. Vamos lutar para que a empresa continue funcionando”, finaliza.

 
News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.