Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019
MULTA

Empresa é multada em R$ 100 mil por descarte irregular de resíduos industriais 

A empresa Agro Rio Comércio e Serviços de Resíduos Reciclados Ltda fica localizada no bairro Distrito 2. As multas foram aplicadas por fiscais do Ipaam, após denúncias anônimas



DIVULGA__O_Ipaam__4__A019ED42-B33A-4EE9-88E0-21261FA5540D.jpeg Foto: Divulgação
03/11/2019 às 17:22

Fiscais do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) realizaram, na última sexta-feira (1º), uma fiscalização na empresa Agro Rio Comércio e Serviços de Resíduos Reciclados Ltda, na qual foi possível identificar o descarte irregular de resíduos industriais. A empresa, que foi multada em R$ 100 mil, fica localizada na rua desembargador Anísio Jobim, localizada no bairro Colônia Antônio Aleixo, Distrito Industrial 2.

Logo após a ida da equipe técnica do Ipaam, foi identificado o armazenamento temporário de resíduos de classe 1, categoria que abrange produtos perigosos, e de classe 2, que abrange produtos não perigosos. No local também foram encontrados resíduos domésticos em contêineres que já estavam em estado de decomposição, com mau cheiro e com diversas aves na área.



De acordo com o gerente de Fiscalização do Ipaam, Hermógenes Rabelo, a averiguação se deu após diversas denúncias feitas ao órgão.

“Foi constatado, com o representante da empresa, que a mesma trabalha com destinação de resíduos de origem de serviço de saúde, e que ela estava com o procedimento irregular e não tinha licença do Ipaam. Durante a fiscalização foi possível perceber também o grande número de material de substância oleosa armazenada no local”, disse.

Hermógenes informou também que foram encontrados cinco contêineres com aproximadamente 150 toneladas de resíduos em decomposição, que deveriam estar no lixão, mas estavam armazenados em uma área inapropriada.

O Ipaam analisou como estava a situação, em que havia muito material tipo chorume escorrendo pelo chão e indo para uma Área de Preservação Permanente (APP), que fica próximo ao local. Com isso, o Órgão adotou medidas administrativas cabíveis. Além de aplicar multa de R$ 100 mil e embargar a área utilizada, o Instituto notificou a empresa para a retirada do material contaminante da área em até 15 dias.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.