Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
Notícias

Empresário preso com armas e grande quantidade de munição

O acusado afirmou que tinha as armas para se defender, já que seu estabelecimento comercial havia sido alvo de ação de assaltantes por duas vezes



1.jpg Marivelton afirmou que usa as armas para proteção
20/05/2013 às 20:46

O empresário Marivelton Cordovil Sampaio,39, foi preso em sua casa no bairro Cidade Nova 4, Zona Norte, no fim da tarde desta segunda-feira (20), com uma balança de precisão, dinheiro em espécie, duas armas de fogo sem registro e grande porção de munições de diversos calibres. Policiais da Força Tarefa efetuaram a prisão de Marivelton após receberem denúncia anônima de que na residência funcionava um ponto de venda de drogas.

Por volta de 16h, os policiais entraram na casa nº4 da Rua 195, quadra 364, onde Marivelton mora com a família, e após uma revista, encontraram as armas e as munições escondidas em seu quarto.

Policiais apreenderam 1 revólver 38, uma rifle, 4 munições de calibre 38, 10 munições de calibre 22, um cartucho inteiro de munição de calibre 16, um cartucho inteiro de munição de calibre 28, um cartucho inteiro de munição de calibre 36 e um cartucho inteiro de munição de calibre 1.50. Além de R$ 1.400 em espécie e uma balança de precisão.


Justificativa

De acordo com Marivelton, ele é dono de um pet shop e já Foi vítima de dois assaltos, por isso comprou armas, mesmo não tendo registro de nenhuma delas. “Elas são minhas e as uso para defesa pessoa e do meu patrimônio. Eu também mexo com ouro e por isso tenho uma balança em minha casa, não sou bandido”, comentou o acusado.

Esta versão é confirmada por seu sobrinho, que estava presente no15º Distrito integrado de Polícia (DIP), onde o caso foi registrado. Gilvan Sampaio Paiva, que trabalha com o tio, disse que foi ele quem comprou  as munições de calibre 16, que usam em uma espingarda quando vão para um sítio pertencente a família, chamado ‘Sítio 5 Irmãos’, localizado na Comunidade do Pau Rosa. “Nós usamos para caçar, e depois comer, meu tio realmente trabalha com ouro, e o dinheiro que encontraram é proveniente da venda de uma moto que está no nome da mulher dele, minha tia”, comentou.

No entanto, ele não soube explicar qual a finalidade das outras munições, e também disse que não há registro das armas.

Segundo o delegado Mauro Sobral, Marivelton será autuado por porte ilegal de armas e encaminhado à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa na manhã de terça-feira (21).

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.