Sábado, 25 de Maio de 2019
REDUÇÃO

Empresas de ônibus intermunicipais continuam os serviços com horários reduzidos

Por conta da greve dos caminhoneiros, a Arsam precisou reduzir o serviço de seis empresas. A medida permanece sem previsão de normalização



arsam_2.JPG
A solicitação de alteração dos horários das empresas foi feita na quinta-feira (25) (Foto: Arquivo AC)
28/05/2018 às 14:28

As empresas de ônibus permissionárias Eucatur, Aruanã, Emtram, Master, Expresso Transamazônica, que realizam o serviço de transporte intermunicipal, reduziram em 50% os horários de atividade das frotas, no sábado (26), por conta da redução total de fornecimento de combustíveis, devido ao movimento de greve dos caminhoneiros, e esta redução permanecem sem previsão de normalização.

A solicitação de alteração dos horários das empresas foi feita na quinta-feira (25) pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros por Fretamento de Manaus (Sifretam) mediante um ofício ao Departamento de Transportes Intermunicipais da Arsam, que autorizou a redução do tempo de escala dos trajetos.

De acordo com o chefe do Departamento de Transportes da autarquia, Oziel Mineiro, a alteração dos horários ainda não tem previsão para normalizar. ”As empresas permanecem trabalhando com apenas a metade dos horários das frotas e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros por Fretamento de Manaus (Sifretam), nos disse que devido à falta de combustível, ainda não há previsão para a normalização dos horários. A Arsam continua cumprindo as competências de regular, fiscaliza e coordenar os serviços de transportes intermunicipais mantendo os  usuários informados e assegurando o direito de ir e vir da população” disse Mineiro.

Os trajetos que tiveram mudanças nos horários são os seguintes:

- Manaus – Itacoatiara e Itacoatiara – Manaus, de 28 horários para 22 horários;

- Manaus - Presidente Figueiredo e Presidente Figueiredo – Manaus, de 10 horários para 6 horários;

- Manaus - Novo Remanso e Novo Remanso – Manaus, de 4 horários para 2 horários;

- Manaus - Balbina e Manaus – Balbina, de 4 horários para 2 horários;

- Manaus - V. Abonari e Manaus- V. Abonaria, de 4 horários para 2 horários;

- Manaus - Manacapuru e Manacapuru – Manaus, de 32 horários para 13 horários;

- Manaus - Novo Airão e Novo Airão – Manaus, de 6 horários para 5 horários.

*Com informações de assessoria de imprensa


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.