Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
Notícias

Empresas oferecem promoções nos planos de telefonia móvel e internet para atrair consumidores

O Procon alerta que a oferta dos serviços deve ser clara, para que o consumidor saiba o que está contratando



1.jpg O Procon alerta que a oferta dos serviços deve ser clara, para que o consumidor saiba o que está contratand
01/08/2013 às 08:19

A Internet passou a ser item obrigatório nos lares e empresas e o que não faltam são opções de serviços no mercado, de banda larga a móvel, com preços que variam de R$ 0,50 até R$ 429,90, dependendo da velocidade e da empresa prestadora do serviço. Uma delas é a NET, que chegou em Manaus em 2007 e foi a primeira operadora a disponibilizar 1 Mega de velocidade. Um dos diferenciais do serviço está a utilização de fibras ópticas que permitem alta capacidade de transmissão e integração de dados, voz e vídeo em uma única conexão.

O valor do plano varia de R$ 54,90 (1 mega) até R$ 429,90 (100 mega). Por questões estratégicas, a empresa não divulga detalhes sobre sua cobertura de rede, mas afirma que a NET está presente na grande maioria dos bairros. Nos últimos três anos, a NET investiu mais de R$ 100 milhões em Manaus.

Já a Oi oferece aos clientes que possuem o Oi Fixo opções de internet que variam de R$ 39,90 (1 mega) a R$ 79,90 (15 mega). Em todos os planos, o cliente tem modem e antivírus inclusos, além de acesso ilimitado à rede Oi Wifi, que conta com mais de 100 mil pontos de acesso em todo o Brasil.

Enquanto na modalidade de internet móvel, a Oi lançou recentemente o plano pré-pago, ideal para quem precisa controlar os gastos, as opções são o pacote diário, com franquia de 50 MB, por R$ 1,89, o pacote semanal, com 100 MB, por R$ 9,90, o pacote mensal mais econômico, que teve a franquia ampliada de 150 MB para 350 MB, por R$ 34,90, e o pacote mensal para quem navega mais, com 500 MB, que teve o preço reduzido de R$ 59,90 para R$ 49,90.

Outra que oferece internet móvel é a Claro. De acordo com a operadora, o Claro Online possui pacote na configuração do plano de acordo com a quantidade de internet no celular que o cliente desejar com minutos locais para outras operadoras com valores a partir de R$ 79,00. As opções de franquia de internet são: 500 MB, 2 GB (4Gmax) e 5 GB (4Gmax). E também dispõe de outros planos com valores a partir de R$ 29,90.

Líder de mercado no Amazonas, com 64,4% de market share, a Vivo também oferece diversos planos como, por exemplo, o MultiVivo, novo conceito em que o cliente conecta-se à web e permite que até 5 aparelhos adicionais – tablets, modems ou smartphones – sejam conectados à internet de um smartphone por meio de um único plano por apenas R$ 29 ao mês para cada aparelho adicional. Já os pré-pagos, a saem por R$ 9,90 por mês com franquia de 200 MB. Na TIM, o destaque é o Infinity Web, plano que oferece navegação na Internet de forma ilimitada, por apenas R$ 0,50 ao dia. No dia que o cliente não usar, não paga.

Alerta ao consumidor
O Procon alerta que a oferta dos serviços deve ser clara, para que o consumidor saiba o que está contratando. Além disso, é válido fazer uma pesquisa junto ao Procon, para saber se o número de reclamações da empresa escolhida é alto.

Silvana Miranda - Diretora do Procon Amazonas

“O número de reclamações dos serviços prestados pelas empresas, principalmente de internet móvel, tem crescido todos os meses em Manaus. Infelizmente a cidade não possui uma prestadora do serviço que seja totalmente de qualidade. Para que o consumidor se proteja e evite futuras “dores de cabeça”, o ideal é que ele pesquise os planos oferecidos pelas empresas do ramo e, compare entre os vários provedores existentes no mercado, qual oferece os melhores serviços de conexão e de suporte por um preço dentro de seu orçamento. Quando escolher o plano, o consumidor tem que optar pelo plano adequado ao seu perfil, além de observar as informações sobre o serviço está no contrato”.

Preço de TV paga mais acessível
O preço médio dos pacotes básico e básico estendido de TV por assinatura no Brasil é de 23,25 dólares, valor abaixo da média mundial, que é de 27,43 dólares. Isso coloca o país na 27ª posição entre 49 países, segundo estudo foi feito pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) e apresentado hoje na entrevista coletiva de lançamento da Feira e Congresso ABTA 2013, que acontece entre os dias 6 e 8 de agosto, em São Paulo.

O preço médio do canal pago no Brasil é 57 centavos de dólar, posicionando o país no 16º lugar no ranking (a média mundial é 65 centavos de dólar por canal). “Este estudo revela que o preço da televisão por assinatura no Brasil está alinhado com a realidade internacional”, diz Oscar Simões, presidente da Associação Brasileira de TV por Assinatura. Os 49 países escolhidos pela Fipe representam mais de 90% do PIB mundial. A Fipe adotou, como taxa de conversão entre moedas, o Índice Big Mac (BMI), publicado pela revista The Economist – com base no poder de compra de um lanche Big Mac em cada país.

Outra pesquisa apresentada hoje aponta que o cliente de TV por assinatura avalia com nota 8, numa escala de zero a 10, os serviços prestados pelas operadoras do Brasil, considerando desde o atendimento até a qualidade da programação. O estudo foi realizado pela r. hannum para a ABTA.

Foram realizadas 3421 entrevistas, entre assinantes distribuídos de acordo com a participação de mercado de cada operadora. Eles responderam a 38 questões, avaliando, por exemplo, o atendimento, a diversidade e quantidade de canais oferecidos, qualidade e estabilidade do sinal, até o prazo para resolução dos eventuais problemas.

Crescimento
De acordo com os entrevistados em na pesquisa da Fipe, a TV por assinatura está 79% próxima da “ideal” e cumprindo em 80% suas expectativas. O Brasil encerrou 2012 entre os 10 maiores mercados de TV paga do mundo, com mais de 17 milhões de residências com TV por assinatura, mais de seis milhões de clientes banda larga e cerca de cinco milhões de clientes de voz.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.