Publicidade
Cotidiano
Notícias

Enade: Ufam tem o melhor curso de Ciência da Computação do País

Obtendo a nota máxima, o curso subiu 27 posições, em três anos – em 2011 ficou no 29º lugar. O curso de Sistemas de Informação também foi destaque 23/12/2015 às 11:57
Show 1
O Instituto de Computação da Ufam foi há 30 anos o curso de Processamento de Dados
ACRITICA.COM ---

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) lidera a lista de Universidades Federais do Brasil com o melhor curso de Ciência da Computação. A constatação veio com o resultado do Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes).

Além disso, o curso de Ciência da Computação da federal do Amazonas obteve nota máxima no exame e ficou em segundo lugar geral no Brasil entre os cursos de Bacharelado de mesma nomenclatura. Em todo Brasil, foram avaliados 291 cursos de Ciência da Computação.

A graduação subiu 27 posições no ranking nacional, em três anos, pois no último Enade, em 2011, ficou em 29º lugar. “Podemos afirmar que o melhor ensino público em Ciência da Computação no Brasil encontra-se no coração da floresta!”, comemorou o coordenador do curso na federal do Amazonas, professor doutor Leandro Galvão, que ressaltou o apoio das administrações superiores para o alcance do resultado.

Além de Ciência da Computação, o destaque do Instituto de Computação (IComp) foi também para o curso de Sistemas de Informação que, em sua primeira avaliação obteve nota 4. Nesse caso, 464 cursos com o mesmo nome foram avaliados.

Do total de 6.805 graduações avaliadas em 2014, apenas 2,23% receberam nota máxima no CPC (Conceito Preliminar de Curso), indicador de qualidade do ensino superior. O índice é formado por critérios como titulação docente, infraestrutura da instituição e desempenho dos alunos no Enade.

O professor Leandro atribui a boa classificação a um conjunto de esforços desenvolvidos e aprimorados ao longo de 30 anos (data em que foi iniciado o curso de processamento de dados na Ufam), entre eles: o apoio da Reitoria e do Conselho Universitário na criação do IComp em 2011, e de outras instituições que apoiam nossos projetos, como a Finep, a Capes, Suframa, Fapeam, etc, a reunião anual para avaliação e planejamento de metas; fortalecimento na formação e ampliação do corpo docente; integração da graduação com a pós-graduação; atualização da matriz curricular em 2012; acompanhamento do estudantes ao longo da vida acadêmica, entre outros. “Temos uma tendência a achar que os melhores talentos se encontram fora do Estado do Amazonas. Este resultado mostra o quanto o senso comum está errado”, afirmou Galvão.

Atrativo

Leandro Galvão espera que a Ufam atraia mais candidatos talentosos do ensino médio para os cursos de computação; que a autoestima dos estudantes atualmente matriculados seja elevada, fazendo-os compreender as cobranças porque passam ao longo do curso.

Publicidade
Publicidade