Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
Notícias

Encerrada possibilidade de greve no transporte especial de Manaus

Em negociação envolvendo o sindicato dos trabalhadores, o sindicato patronal e o superintendente do trabalho, as reivindicações dos trabalhadores do transporte especial foram aceitas. Cerca de 120 mil trabalhadores do Polo Industrial de Manaus são transportados diáriamente pelo serviço.



1.jpg A reunião foi no auditório da Superintendência Regional do Trabalho Emprego no Amazonas
04/06/2013 às 18:07

Após encontro envolvendo membros do Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Especial, o Sindicato Patronal dos Transportes especiais de Manaus e o Superintendente Regional do Trabalho e Emprego, Dermilson Chagas, na manhã desta terça-feira (4), ficou definitivamente suspensa a possibilidade de greve após ambas as partes chegarem a um acordo comum.

Na negociação realizada no auditório da Superintendência Regional do Trabalho Emprego no Amazonas, Avenida André Araújo , Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus, ficou acertado um reajuste de 8,5% sendo 8% a partir da assinatura da convenção coletiva de trabalho do biênio 2013 e 2014, e 0,5 % em janeiro de 2014. R$ 20,00 em bonificação em uma única parcela no mês de outubro deste ano, inclusos no auxílio cesta básica.



Sobre o reajuste da cesta-básica ficou acertado o valor R$ 160 a partir da assinatura da convenção coletiva e 16% na categoria diferenciada (eletricista, lanterneiro, mecânico e pintor).

Assim como, ficou acordado um reajuste do auxílio-alimentação no valor de R$ 20 para os trabalhadores dos carros executivos e um reajuste de R$ 10 para os demais trabalhadores, bem como a equiparação salarial do carro leve para o carro médio.


De acordo com o diretor presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Especial, Benjamin de Andrade Bernardino, a negociação foi tranqüila. “Nos tivemos que ceder em algumas reivindicações mas conseguimos a maior parte das coisas que queríamos. Na questões mais importantes como o reajuste, que pedimos 10% e conseguimos 8,5%, e na equiparação salarial de motoristas de veículo leve e médio, onde conseguimos 16%. Estamos satisfeitos”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.