Publicidade
Cotidiano
Anjos de Rodas

Encontro de 'cãodeirantes' reúne animais que usam equipamentos para locomoção

Estruturas metálicas adaptadas estão dando movimento a animais que, antes, estavam condenados à paralisia após sofrerem maus tratos ou serem acometidos de doenças caninas 01/08/2016 às 12:21
Show caodeirante1
A auxiliar de saúde bucal Elen Clay com seu cãozinho Messi: alegria após doença canina / Fotos: Winnetou Almeida
Paulo André Nunes Manaus (AM)

Um animal idoso ou deficiente, que antes só tinha a eutanásia como uma dramática alternativa, agora pode ter uma segunda chance com o projeto Wheel Angels, que traduzido significa “Anjos de Rodas”. Nele, os quadrúpedes ganham equipamentos ortopédicos adaptados especialmente para eles em forma de cadeiras metálicas com rodas para as suas patas traseiras, trazendo novamente o movimento e sendo uma importante terapia na recuperação de cães, por exemplo.

No último sábado, vários desses cães e seus donos participaram do “1º Encontro de Cãodeirantes de Manaus”, que aconteceu no calçadão da Ponta Negra, na Zona Oeste. Nele, foram realizadas ações como vermifugação de animais, amostras de ração, vacinação anti-rábica, brindes e sorteios e orientações diversas. O evento foi idealizado pelo arquiteto Kennedy Marques, fundador da Wheel Angels e um dos protetores de animais da cidade, em conjunto com a ONG Pet Global.

A comerciária Tânia Mara Rodrigues foi uma das participantes. Ela se transformou em ativista da causa de proteção aos animais há 6 anos quando encontrou seu cão Bonny bastante machucado em uma casa bastante humilde no Aleixo.

“Ele não andava e vivia em uma caixa junto com fezes e comida. Ele estava bastante ferido. Pedi para essa senhora ficar com ele pois sempre gostei de animais. Levei ao veterinário e o médico o desenganou dizendo que ele não iria mais andar, e que só poderia passar uma injeção na coluna para parar a dor. Levei o Bonny para casa, fiz fisioterapia nele na piscina e à noite fazia massagens. E após 6 meses ele começou a querer levantar. Foi uma emoção muito grande, um milagre, ele ter voltado a andar. Ele é a alegria da casa”, disse ela, que integra a entidade Celeiro dos Anjos, agradecendo a Kennedy Marques pelas cadeirinhas.

“Hoje em dia eu sei que a solução não é o sacrifício. Você pode fazer o seu animal ter uma vida feliz mesmo sem andar. Eles se sentem felizes, iguais aos outros, brincam, correm. Esse trabalho é maravilhoso e traz o animal de volta à vida”, conta a ativista pelos animais.

Conheça Messi, um ‘cãopeão’ da vida!

No encontro  dos “cãodeirantes” um cãozinho que chamava a atenção pela alegria tinha nome de craque: Messi, de 6 anos de idade! Ele estava em companhia da mãe, Puffy, e de sua dona, a auxiliar de saúde bucal Elen Clay. Messi é um vencedor por natureza: com a ajuda da cadeirinha conseguiu recuperar 95% dos movimentos nas quatro patas prejudicados após contrair cinomose, uma doença canina de difícil cura e que pode levar o cão a óbito. “O Messi era um cachorro que estava prostado completamente e que não se levantava pra nada, sem ânimo nem para viver. Depois que a cadeirinha chegou ele foi criando estímulo e ganhou qualidade de vida”, diz  ela. 

As cadeiras de rodas são fabricados por encomenda e, para famílias de baixa renda, podem ser adquiridas gratuitamente, informa  Kennedy Marques.
Mais informações com Marques pelos fones 99136-3600 ou 99350-7361.  

Publicidade
Publicidade