Domingo, 16 de Maio de 2021
Tecnologia e empreendedorismo

Encontro de Empreendedorismo e Inovação da Amazônia acontece até esta quinta-feira (3)

Evento é gratuito e aberto ao público



ac_3_92C2BE62-4459-47EF-BE73-A2A531475917.jpg Foto: Divulgação / Suframa
03/12/2020 às 07:06

O Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) é palco até esta quinta-feira (3), do “I Encontro de Empreendedorismo e Inovação da Amazônia”. Aberto ao público em geral, o evento é gratuito e tem a proposta de apresentar os principais projetos, produtos e serviços em Biotecnologia (BIO) e Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) em desenvolvimento na região.

Durante a abertura do Encontro, realizada no auditório do CBA nesta quarta-feira (2), superintendente da Suframa, Algacir Polsin, explicou que um dos objetivos do evento é apresentar todo o ecossistema de BIO e TIC ao secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (Sepec/ME), Carlos Da Costa e aos conselheiros do Conselho de Administração da Suframa (CAS), que estão em Manaus em razão da 295a Reunião Ordinária, que acontece nesta quinta-feira (3), na sede da Autarquia. “Temos muita capacidade em Manaus e o nosso desafio agora é levar o desenvolvimento para toda a nossa área de abrangência (Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia e Macapá e Santana, no Amapá), especialmente as regiões mais pobres e menos desenvolvidas”, explicou. 



O secretário da Sepec, Carlos Da Costa, ressaltou que o Ministério da Economia e o governo federal têm trabalhado constantemente para criar mecanismos que auxiliem na descentralização do desenvolvimento e que o CBA pode contar com o apoio governamental para se tornar referência em bionegócios na região. “Temos criado o arcabouço político para o CBA e queremos que ele traga prosperidade, resolvendo o gargalo de como levar o conceito Amazônia para o mercado e trazer o conhecimento do mercado para a criação de intangíveis aqui”, afirmou.

Espraiar as riquezas do modelo Zona Franca de Manaus também norteou a fala do gestor do CBA, Fábio Calderaro, que exemplificou o apoio do governo federal a partir do Protecsus que dá segurança jurídica para que as empresas usem a sua parcela interna de P&D em projetos fora da área metropolitana de Manaus, e da Portaria 10.521, que na modalidade convênios também permite levar os revursos para fora da área metropolitana de Manaus.

Calderaro também ressaltou o número de empregos gerados pelos Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs) que chegam próximo a oito mil empregos diretos. “São vagas de maior qualificação e uma média salarial de topo de pirâmide, o que gera um círculo virtuoso na economia”, observou, finalizando com os desafios que ainda devem ser superados. “Precisamos melhorar nosso ambiente de negócio na região e temos que investir em ciência, tecnologia e inovação. Temos particularidades, temos uma cultura predominantemente extrativista, a floresta tem sua sazonalidade, mas precisamos agregar a intensidade tecnológica e queremos que o CBA faça o papel de parque tecnológico para esse desenvolvimento”, afirmou. 

Também falaram, durante a abertura do evento, o coordenador do programa prioritário de Bioeconomia do Comitê das atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (Capda), Carlos Gabriel Koury, apresentando o programa - há 20 meses em funcionamento - e os projetos em andamento, e a presidente da Associação Polo Digital de Manaus (APDM), Vânia Thaumaturgo, que apresentou o ecossistema de tecnologia da informação e comunicação do Polo Digital de Manaus.

Expositores

O “I Encontro de Empreendedorismo e Inovação da Amazônia” é uma realização da Suframa, em parceria com o CBA e a Associação do Polo Digital de Manaus (APDM). Cerca de 40 institutos de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTs) e startups locais estão reunidos para apresentar projetos voltados ao desenvolvimento da região, com a geração de tecnologias que contribuem para a sustentabilidade da floresta. A contribuição dos investimentos oriundos do modelo Zona Franca de Manaus a partir dos recursos da Lei de Informática também poderá ser verificada no desenvolvimento científico e tecnológico regional a partir das exposições.

Para participar do evento é necessário se inscrever gratuitamente pela plataforma online de eventos Sympla. Nesta quinta-feira (3), os trabalhos iniciam a partir das 14h e além dos estandes, a programação contará com palestras, com duração de quinze a trinta minutos cada, sobre temas variados, como Polo Digital de Manaus, Polo de Bioeconomia e o trabalho de startups como a Upnewlife e a Navegam e de ICTs como Sidia, Certi, INDT, iTriad, CITS e FPF, entre outros.

O evento segue todas as medidas preventivas de segurança em relação ao coronavírus. É obrigatório o uso de máscaras durante todo o período de visitação. Haverá, ainda, aferição da temperatura dos visitantes na entrada do prédio, disponibilização de álcool gel 70% para higienização das mãos e monitoramento do número de pessoas dentro do espaço no sentido de evitar aglomerações. O CBA está situado à Avenida Governador Danilo de Matos Areosa, 690, Distrito Industrial I (zona Sul de Manaus).

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.