Publicidade
Cotidiano
Comércio Internacional

Encontro quer fomentar exportação de produtos amazônicos

Centro Internacional de Negócios, da Fieam, projeta uma perspectiva de US$ 1,5 milhão para encontro de negócios com empresários estrangeiros 18/06/2013 às 09:47
Show 1
Empresários amazonenses irão à Feira Expoalimentaria, no Peru, em outubro
Adan Garantizado Manaus

Seis empresários estrangeiros do ramo de alimentos e cosméticos estarão em Manaus no próximo dia 28 participando de uma rodada de negócios com empresas do Amazonas, Roraima, Acre e Pará. Cerca de 23 empresas do Norte estarão envolvidas. A estimativa é que as negociações envolvam US$ 1,5 milhões.

De acordo com Marcelo Lima, gerente executivo do Centro Internacional de Negócios do Amazonas (CIN-AM) da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), o objetivo do encontro é fomentar as exportações de produtos da Amazônia para o mundo. Em novembro de 2012, uma rodada nos mesmos moldes aconteceu em Manaus, envolvendo apenas empresas amazonenses. “A rodada no ano passado foi muito boa. Agora vimos a possibilidade de estender esses benefícios para toda a Amazônia. Estamos confiantes em firmar boas parcerias”, revelou Lima. Os estrangeiros, que virão de países como EUA, Canadá, México e Guatemala também devem visitar o Festival de Parintins. A festa na Ilha, aliás, pode ser um grande trunfo na hora das negociações. “Vamos levá-los para conhecer a festa, divulgar um pouco da nossa cultura e negociar. A intenção é perenizar estas rodadas de negociações aqui para este período do festival de Parintins. É uma troca mútua”, frisou Marcelo Lima.

Um grupo de empresários locais também já ser organizam para participar da feira Expoalimentaria, que acontece em outubro, no Peru. A intenção é visitar as estruturas peruanas no comércio exportador de alimentos e bebidas e tentar aplicar técnicas parecidas aqui.

Negócios em Lima atraem brasileiros

Empresários brasileiros participam desde ontem de rodadas de negócios em Lima, Peru. O Peru Service Summit reúne 97 exportadores de serviços de tecnologia e indústrias criativas (software, Business Process Outsourcing, animação e games), serviços profissionais e empresariais (consultoria e franquias) e culturais (editorial e audiovisual).

Durante o evento devem ocorrer 1.350 encontros de negócios, movimentando cerca de US$ 50 milhões.

Em 2012, a delegação brasileira foi a mais numerosa e respondeu por 42% dos negócios fechados. O evento vai até sexta-feira.

Publicidade
Publicidade