Publicidade
Cotidiano
Até 21 de outubro

Enem abre hoje prazo de inscrições para pessoas privadas de liberdade

Os responsáveis de cada órgão prisional e socioeducativo devem cadastrar os candidatos pela internet até 21 de outubro. As provas serão aplicadas em 6 e 7 de dezembro 03/10/2016 às 17:34
Show unnamed
Podem participar candidatos de unidades prisionais que firmaram compromisso (Divulgação/Seap)
Mariana Tokarnia (Agência Brasil) Brasília (DF)

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 abriu hoje (3) as inscrições para pessoas privadas de liberdade ou jovens sob medida socioeducativa. Os responsáveis pedagógicos de cada órgão de administração prisional e socioeducativa do país devem cadastrar os candidatos pela internet até 21 de outubro. As provas serão aplicadas em 6 e 7 de dezembro.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), podem participar do exame os órgãos e instituições cujas unidades prisionais e socioeducativas firmaram termo de compromisso com a autarquia. Os estabelecimentos de administração prisional e socioeducativas do país têm até as 23h59, no horário de Brasília, do dia 7 de outubro para firmar termo de adesão, responsabilidades e compromissos, por meio eletrônico, com o Inep.

Segundo o Inep, na edição de 2015 do Enem, foram inscritos 45,5 mil participantes que cumprem algum tipo de restrição de liberdade — aumento de 19% em relação a 2014, quando foram registradas 38,1 mil inscrições.

A nota do Enem pode ser usada pelas pessoas privadas de liberdade para participar de seleção para vagas no ensino superior e certificação do ensino médio, para aqueles com mais de 18 anos. O exame regular será aplicado em todo o país nos dias 5 e 6 de novembro.

Publicidade
Publicidade