Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
Após dia de buscas

Metralhadora de delegado desaparecido em Coari é encontrada no fundo do rio

Após dia inteiro de buscas, o delegado não foi localizado. Trabalhos serão retomados nesta quarta-feira (7)



show_12.jpg O delegado Thyago Garcez sumiu na noite de segunda-feira (5) após trocar tiros com supostos traficantes durante uma operação fluvial no rio Solimões (Foto: Divulgação)
06/12/2016 às 19:59

O delegado Thyago Garcez, desaparecido desde ontem em Coari, não foi localizado hoje (6) após um dia inteiro de buscas. Porém, a metralhadora usada por ele foi encontrada no fundo do rio. Os trabalhos de buscas serão retomados nesta quarta (7). O delegado sumiu na noite de ontem após trocar tiros com supostos traficantes durante uma operação fluvial no rio Solimões.

“A gente encerrou agora (por volta das 18h30) e não foi possível localizar. Vamos retornar amanhã por volta das 5h, 5h30”, afirmou o comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar em Coari, major Luis Navarro. De acordo com ele, cerca de 30 homens entre policiais civis, militares e bombeiros estão trabalhando nas buscas. “Estamos usando mergulhadores e a partir de amanhã vamos dividir as buscas por setor. Serão quatro lanchas. Cada uma responsável por um setor”.

Mesmo após 24 horas desde o desaparecimento, as autoridades afirmaram que não é possível considerar o delegado como morto e que as buscas vão continuar até encontrá-lo. Questionado pela reportagem, o secretário de Estado de Segurança Pública (SSP), Sérgio Fontes, afirmou que Thyago Garcez só será dado morto após o corpo ser localizado. “Negativo. Só quando encontrar o corpo”, disse.

Arma encontrada

Mergulhadores encontraram durante as buscas de hoje a metralhadora usada pelo delegado Thyago Garcez durante confronto com os traficantes. Também foi encontrado o fuzil do capitão PM Harison Queiroz, que participou da operação fluvial no rio Solimões. “Na metralhadora tem uma identificação da Polícia Civil e o capitão Harison reconheceu que o delegado estava realmente usando a metralhadora”, disse o major Luis Navarro.

Prioridade zero

Durante coletiva de imprensa na manhã desta terça (6), em Manaus, o secretário Sérgio Fontes afirmou que a prioridade do momento é localizar o delegado e só depois prender os supostos traficantes que atiraram contra Thyago Garcez. Acredita-se que os criminosos ainda estejam no local, já que a lancha onde eles estavam foi apreendida juntamente com aproximadamente 600 quilos de droga.

Desaparecimento

O delegado Thyago Garcez desapareceu por volta das 19h de ontem, segunda-feira (5), juntamente com o capitão PM Harison Queiroz, após troca de tiros com supostos traficantes durante uma operação fluvial no rio Solimões. Outros policiais estavam junto com Thyago e Harison no confronto, mas apenas o delegado permaneceu desaparecido. Logo depois, Harison conseguiu manter contato com a base da polícia. Não foi confirmado se o delegado Thyago estava ferido.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.