Publicidade
Cotidiano
Notícias

Escolas do Idaam alcançam recorde de vagas conquistadas para universidades públicas

Nos últimos 6 anos, as Escolas Idaam já contabilizam mais de 1.000 aprovações em universidades públicas 16/01/2015 às 09:11
Show 1
Bárbara Anne, Isabelle Gomes, Vivian Casanova, Gicele Freire, Emiliandro Firmino e Ed Carlos são apenas alguns dos futuros universitários formados no Idaam
Nelson Brilhante Manaus (AM)

Os primeiros resultados das aprovações de primeira chamada 2015 nos processos seletivos das universidades públicas, até o momento estabeleceram um novo recorde das Escolas do Idaam, com 219 vagas conquistadas inclusive por alunos de 1º e 2º anos do Ensino Médio. Ainda não foi computado o número de aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cujo ranking por escola só deverá ser anunciado em dezembro. Segunda-feira começam as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com resultado no final de janeiro.

Nos últimos seis anos, a instituição já contabiliza mais de 1.000 aprovações em universidades públicas.

Os melhores índices foram de alunos que vão ingressar na Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Comparado ao ano passado, a instituição teve 94% a mais de alunos aprovados no Sistema de Ingresso Seriado (SIS), inclusive o primeiro lugar em Jogos Digitais. Já pelo Macro, o crescimento foi de 12% em relação a 2014 e foram aprovados para a UEA sete alunos que ainda estão no 2º ano do Ensino Médio.

Para a Universidade Federal do Amazonas (UFAM) as Escolas do Idaam tiveram 18% a mais de aprovados do que em 2014. Isso apenas na primeira chamada do Processo Seletivo Contínuo (PSC).

Para o Instituto Federal do Amazonas (IFAM) houve mais de 20% de aprovados a mais do que em 2014. Dentre estes, oito dos aprovados estavam cursando o 2º ano do Ensino Médio, sete no 1º ano, quatro passaram em primeiro lugar, seis em segundo e dois em terceiro.

A instituição, que atende, da Educação Infantil ao Ensino Médio, teve mais de 42% das vagas ofertadas pela UFAM em Biotecnologia, mais de 41% das ofertadas em Enfermagem e mais de 35% em Engenharia de Materiais.

Para a diretora administrativa do Idaam, Ludmila Gonçalves, os resultados são uma comprovação da qualidade de ensino da instituição. “É uma prova de que a escola está preocupada com a aprovação do aluno no curso que verdadeiramente ele almeja. Antes de escolher uma escola para os filhos, os pais precisam verificar os indicadores de qualidade dessa escola”, justifica a diretora.

Publicidade
Publicidade