Publicidade
Cotidiano
Notícias

Escolas estaduais intensificam ações com foco nas avaliações de acesso a universidades

Após as avaliações do Enem, escolas estaduais de ensino médio estão focadas na preparação para o PSC da Ufam e vestibular macro e SIS da UEA 26/10/2015 às 18:18
Show 1
O foco agora é a preparação dos alunos para a avaliação do Processo Seletivo Contínuo (PSC) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), o SIS e vestibular da UEA
acritica.com* Manaus (AM)

As avaliações da edição 2015 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram aplicadas no último final de semana, no entanto, as escolas públicas estaduais continuam intensificando suas ações para favorecer o ingresso de seus estudantes no ensino superior.

O foco agora é a preparação dos alunos finalistas para a avaliação do Processo Seletivo Contínuo (PSC) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), agendada para o dia 29 de novembro e para as provas do Sistema de Ingresso Seriado (SIS) e vestibular macro da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), agendadas respectivamente para os dias 13 (SIS), 14 e 15 de novembro (macro).

Uma das várias escolas da rede estadual que estão intensificando as atividades preparatórias é o Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Deputado Gláucio Gonçalves. Localizado no município de Parintins (distante 369 quilômetros de Manaus) a escola desenvolve assim que inicia o ano letivo, uma gama de atividades e projetos pedagógicos com esta finalidade.

Um destes projetos é o “De olho na Universidade e no Idem” por meio do qual a instituição intensifica a atenção pedagógica aos estudantes do ensino médio, oferecendo conteúdo reforçado para os inscritos no Enem, PSC, SIS e vestibular macro da UEA. “Em nossa escola, desde o sexto ano do ensino fundamental o aluno já recebe a devida orientação e motivação para alcançar o rendimento de êxito nas provas seletivas para o ensino superior. O resultado tem sido satisfatório, pois temos aproximadamente 95% de aproveitamento positivo em tais avaliações”, citou a gestora da escola, professora Francimary Macedo, citando que o resultado é obtido com a integração dos familiares dos alunos.

Outro projeto aplicado pelo Ceti Gláucio Gonçalves é o “Valor à excelência: Monitorando para crescer”, por meio do qual a escola seleciona alunos monitores que são responsáveis pelo acompanhamento dos demais estudantes.

“O projeto consiste em selecionar cerca de vinte alunos monitores, os quais, cada um, passa a assessorar e prestar apoio a um grupo de outros alunos, como uma iniciativa de apoio em um sistema de ajuda mútua”, explicou a gestora. Estes projetos, assim como outras atividades interdisciplinares, facilitam a fixação do conteúdo, colaboram com a aprendizagem dos estudantes e, consequentemente, contribuem para o bom rendimento do Ceti em avaliações realizadas em larga escala.

“Em Parintins encaramos as avaliações externas como uma forma de aprendizagem, autoavaliação e motivação. Em uma projeção sempre crescente nosso objetivo é atingir as médias 6,5 e 7,0 no Ideb e Ideam (Índice de Desenvolvimento da Educação do Amazonas), respectivamente. Estamos trabalhando firma para isso”, conclui a gestora da escola.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade