Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019
Notícias

Escolas estaduais intensificam ações com foco nas avaliações de acesso a universidades

Após as avaliações do Enem, escolas estaduais de ensino médio estão focadas na preparação para o PSC da Ufam e vestibular macro e SIS da UEA



1.jpg O foco agora é a preparação dos alunos para a avaliação do Processo Seletivo Contínuo (PSC) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), o SIS e vestibular da UEA
26/10/2015 às 18:18

As avaliações da edição 2015 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram aplicadas no último final de semana, no entanto, as escolas públicas estaduais continuam intensificando suas ações para favorecer o ingresso de seus estudantes no ensino superior.

O foco agora é a preparação dos alunos finalistas para a avaliação do Processo Seletivo Contínuo (PSC) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), agendada para o dia 29 de novembro e para as provas do Sistema de Ingresso Seriado (SIS) e vestibular macro da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), agendadas respectivamente para os dias 13 (SIS), 14 e 15 de novembro (macro).



Uma das várias escolas da rede estadual que estão intensificando as atividades preparatórias é o Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Deputado Gláucio Gonçalves. Localizado no município de Parintins (distante 369 quilômetros de Manaus) a escola desenvolve assim que inicia o ano letivo, uma gama de atividades e projetos pedagógicos com esta finalidade.

Um destes projetos é o “De olho na Universidade e no Idem” por meio do qual a instituição intensifica a atenção pedagógica aos estudantes do ensino médio, oferecendo conteúdo reforçado para os inscritos no Enem, PSC, SIS e vestibular macro da UEA. “Em nossa escola, desde o sexto ano do ensino fundamental o aluno já recebe a devida orientação e motivação para alcançar o rendimento de êxito nas provas seletivas para o ensino superior. O resultado tem sido satisfatório, pois temos aproximadamente 95% de aproveitamento positivo em tais avaliações”, citou a gestora da escola, professora Francimary Macedo, citando que o resultado é obtido com a integração dos familiares dos alunos.

Outro projeto aplicado pelo Ceti Gláucio Gonçalves é o “Valor à excelência: Monitorando para crescer”, por meio do qual a escola seleciona alunos monitores que são responsáveis pelo acompanhamento dos demais estudantes.

“O projeto consiste em selecionar cerca de vinte alunos monitores, os quais, cada um, passa a assessorar e prestar apoio a um grupo de outros alunos, como uma iniciativa de apoio em um sistema de ajuda mútua”, explicou a gestora. Estes projetos, assim como outras atividades interdisciplinares, facilitam a fixação do conteúdo, colaboram com a aprendizagem dos estudantes e, consequentemente, contribuem para o bom rendimento do Ceti em avaliações realizadas em larga escala.

“Em Parintins encaramos as avaliações externas como uma forma de aprendizagem, autoavaliação e motivação. Em uma projeção sempre crescente nosso objetivo é atingir as médias 6,5 e 7,0 no Ideb e Ideam (Índice de Desenvolvimento da Educação do Amazonas), respectivamente. Estamos trabalhando firma para isso”, conclui a gestora da escola.

*Com informações da assessoria de imprensa


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.