Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
Segurança escolas do estado

Escolas estaduais vão padronizar modelo de segurança em Manaus

Estabelecimentos de ensino do Estado  passarão a contar com monitoramento eletrônico e com profissionais especializados no controle de entrada e saída de pessoas em prédios públicos.



1.png Escolas estaduais terão sistema de segurança padronizado
10/06/2013 às 11:30

Nos próximos 45 dias, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), vai padronizar o esquema de segurança em todas as 224 escolas estaduais de Manaus, que passarão a contar com monitoramento eletrônico e com profissionais especializados no controle de entrada e saída de pessoas em prédios públicos.

Desde o inicio de 2013, o modelo já foi implantado em 70 unidades da rede pública estadual. O auxílio de câmeras de monitoramento e profissionais especializados foi destaque nesta sexta-feira, 7 de junho, durante a 4ª Mostra de Gestão Escolar, da Escola Estadual Raimundo Gomes Nogueira (EERGN), no bairro Ajuricaba, zona centro-oeste.



A escola foi a primeira a adotar a tecnologia de segurança para coibir atitudes que contrariam a ordem dentro de uma instituição de educação. Na mostra de resultados da gestão escolar da Raimundo Nogueira, as mudanças sobre o comportamento social dos alunos foi drástica, segundo a diretora da unidade, Tatiane Ayres.

“A escola está localizada em uma área com histórico de violência. Isso refletia no comportamento dos alunos e, consequentemente, na gestão escolar. Com esse novo modelo, está muito mais fácil trabalhar com a comunidade escolar”, disse.

Patrulhamento – A presença constante do Ronda no Bairro dentro e aos redores da escola também reforça a sensação de segurança, segundo a dona de casa Maria do Carmo Souza, 42. “Fico muito mais tranquila ao saber que tem todo um esquema de segurança protegendo meus dois filhos que estudam aqui”, afirmou a mãe.

O projeto de instalação das câmeras nas escolas ainda é limitado ao monitoramento dos corredores e portões de entrada e saída das unidades. Mas, outro projeto, o piloto “Educando com Segurança”, desenvolvido na Raimundo Nogueira, indica que o monitoramento deverá ser estendido para dentro das salas de aula.

“O resultado da câmera dentro da sala de aula é muito bom, do ponto de vista da segurança e da ordem. Os alunos estão aceitando muito bem, os pais e os professores também”, observou a diretora da escola. Ela destacou ainda que a presença de seguranças especializados em controle de pessoas na entrada e saída da escola está sendo uma ótima maneira de resguardar a segurança do aluno e evitar a fuga do mesmo.

Cartilha – Com anuência dos pais, comunidade estudantil e acadêmica, o projeto prevê ainda a adoção de uma cartilha com as mesmas regras dos colégios da Polícia Militar, tais como, formação antes de entrar na sala de aula com entoação do Hino Nacional e hasteamento de bandeira.

Para o secretário de Educação do Estado, Rossieli Soares, todas essas medidas evitam a aproximação de pessoas mal intencionadas do ambiente escolar. “Infelizmente, os jovens sofrem assédio e são psicologicamente mais vulneráveis a atitudes dessas pessoas, seja para o tráfico de drogas ou para cometer atos ilícitos”, avaliou.

(*) Com informações da Agência de Comunicação do Governo


Mais de Acritica.com

18 Nov
bradesco_C22DD61C-FE71-4FDD-BB1B-A5B7C048EF01.JPG

TRT11 celebra acordo de R$ 1,1 milhão entre Bradesco e ex-funcionária

18/11/2019 às 11:20

A bancária ingressou com reclamação trabalhista contra o HSBC e o Bradesco em novembro de 2016, pretendendo receber o pagamento de diferenças salariais, horas extras, tempo a disposição da instituição financeira durante as viagens, além indenização pelos danos morais sofridos no ambiente de trabalho


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.