Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019
Notícias

Escrivão do AM é preso em Roraima suspeito de integrar quadrilha que furtava veículos

Os suspeitos afirmaram que decidiram ir até a cidade após assistirem um vídeo na internet que mostrava especialistas falando sobre a vulnerabilidade dessa prática de crime em Boa Vista



1.jpg Alexssande Amaral da Silva, 32, é escrivão da Polícia Civil e seria lotado no 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP)
05/10/2013 às 14:45

O escrivão da Polícia Civil do Amazonas, Alexssande Amaral da Silva, 32, foi preso na manhã deste sábado (5), juntamente com uma quadrilha especializada em arrombamento de carros. O policial foi surpreendido por policiais de Boa Vista, Roraima, com mais três homens amazonenses após terem furtado objetos pessoais de seis veículos no bairro São Vicente.

De acordo com a polícia, o bando ia periodicamente ao Estado onde cometia os delitos e depois voltava para a capital amazonense. Em depoimento, os suspeitos afirmaram que decidiram ir até a cidade após assistirem um vídeo na internet que mostrava especialistas da área de segurança pública falando sobre a vulnerabilidade dessa prática de crime na cidade.  

Com eles foram apreendidos um revólver calibre 38, uma pistola, seis computadores portáteis, celulares, carteiras, carregadores, videogames portáteis, munições e outros objetos pessoais das vítimas. Ainda segundo a polícia, o grupo já estava sendo investigado e foram presos dentro de um veículo, modelo L-200. As viagens constantes à Roraima do escrivão de polícia também já havia despertado a desconfiança dos colegas de trabalho.

Os suspeitos foram autuados em flagrante por furto e formação de quadrilha e serão encaminhados para a polícia amazonense. Por telefone, a assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que ainda não foi notificada oficialmente sobre o caso, mas a denúncia será investigada.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.