Quinta-feira, 02 de Abril de 2020
ALERTA

Especialista alerta sobre os primeiros sinais e tratamento da puberdade precoce

São diversas as causas da puberdade precoce, entre elas estão as de origem familiar, idiopática ou orgânica



VIDA0703-1F.jpg (Foto: Reprodução/Internet)
03/09/2017 às 06:45

Naturalmente, a puberdade é o período de transição entre a infância e adolescência, no qual ocorre a aceleração do crescimento de meninos e meninas. Nessa fase, há o desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários, levando o início das funções reprodutivas. O período considerado “normal” é de 8 a 13 anos para meninas e de 9 a 14 anos para meninos. Porém, quando os sinais começam a surgir antes dessa faixa etária, é sinal de alerta.

De acordo com Luis Eduardo Caliari, professor assistente da Faculdade de Ciências Médicas e Médico-Assistente do Departamento de Pediatria da Santa Casa de São Paulo, as crianças que apresentam o desenvolvimento dos caracteres sexuais precocemente devem ser examinadas. “Os pais devem observar o momento em que os filhos começam a apresentar os sinais de puberdade”, diz o especialista.



A puberdade é comandada pelo eixo hormonal hipotálamo-hipófise-gônada. Quando este eixo é ativado antes da idade habitual, ocorre a puberdade precoce. A puberdade precoce pode ser central - ocasionada por alterações no sistema nervoso central, muito mais frequente, ou periférica, mais rara, que tem origem em outras partes do corpo, como tumores nos ovários ou testículos, problemas das glândulas adrenais e outros.

Segundo Caliari, quando há o desenvolvimento mamário precoce nas meninas e surgimento de pêlos nos meninos antes da faixa etária considerada normal, é a hora de procurar o pediatra. “Outro critério é a rapidez, pois às vezes começa numa faixa etária normal, a menina começa o desenvolvimento mamário e depois uns meses já está muito desenvolvido. Além de aparecer antes da idade, é importante observar esse tempo de evolução”, complementa.

Causas
São diversas as possíveis causas da  puberdade precoce, dentre elas estão as de origem familiar, idiopática (sem causa aparente) ou orgânica, como tumores e meningite, por exemplo. É importante ressaltar que, apesar dos pais poderem carregar o gene para puberdade precoce, ela não é hereditária. As meninas tendem a menstruar pela primeira vez próximo à idade da primeira menstruação da mãe, mas, também não é uma regra.

Caliari também ressalta o aumento de peso da população pediátrica. “As crianças estão engordando muito e esse excesso de peso é um dos fatores que desencadeia a puberdade precoce”, afirma. Ele também ressalta que alguns fatores ambientais também estão ligados ao desenvolvimento precoce dessa puberdade.

Diagnóstico
O diagnóstico é realizado por um conjunto de informações, a partir do histórico clínico da criança, exame físico e testes complementares, como dosagem hormonal e exames de imagem como raio X de punho para avaliação da idade óssea e sua comparação com a idade cronológica.  Os médicos especializados são os pediatras e endocrinologistas pediátricos.
 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.