Publicidade
Cotidiano
ENSINO SUPERIOR

Especialista explica como fazer a melhor escolha no Sisu 2019

Candidatos devem ficar atento às mudanças em relação à dinâmica da primeira, segunda opção de curso e lista de espera 23/01/2019 às 15:46
Show 1.1 9f7765c9 5162 4e33 802e 264c14a689f7
Foto: Márcio Silva - 22/jan/2019
Silane Souza Manaus (AM)

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2019, do Ministério da Educação (MEC), começaram nesta terça-feira (22) e seguem até sexta-feira exclusivamente pela Internet (www.sisu.mec.gov.br). Podem se inscrever, os candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 e obtiveram nota acima de zero na prova de redação. O resultado será divulgado no próximo dia 28.

O Sisu seleciona estudantes pela nota do Enem para vagas em instituições públicas de ensino superior do País, dentre as quais estão a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam). As duas destinam 50% das vagas de seus cursos de graduação para esse sistema de seleção.

O professor André Menezes aponta que a maior atenção que o candidato precisa ter quando for fazer a inscrição sem dúvida é na hora de escolher o curso almejado, visto que com a nova mudança no funcionamento do Sisu não há margem para incoerências. “O aluno deve ser o mais claro possível no curso desejado, pois somente terá direito a fazer uma única matrícula”, ressaltou.

Menezes explica que o candidato continua com a possibilidade de se inscrever em duas opções de vaga sendo, por exemplo, na Ufam ou Ifam, ou uma opção em cada uma das instituições, tem essa liberdade para fazer isso, porém, se for chamado em qualquer uma das opções terá apenas aquela oportunidade para fazer a matrícula, não tem mais direito a se manifestar quanto à lista de espera.

Ele dá exemplo de um candidato que queira Medicina na “primeira opção” de curso e coloca Enfermagem na “segunda”, se não tiver nota suficiente para passar em Medicina e caso tenha para Enfermagem, independentemente de fazer a matrícula ou não, perde o direito a lista de espera na “primeira opção”. Antes ele poderia desistir da “segunda opção” para ficar na lista de espera da primeira.

“Com certeza ficará um tanto frustrado se descobrir que a pontuação daria ingresso em segunda chamada na ‘primeira opção’, então colocar cursos como ‘bengala’ de aprovação será literalmente dar um tiro no pé”, esclareceu o professor, salientando que, apenas no caso de o candidato não passar em nenhuma opção, terá direito a lista de espera e só poderá se candidatar em uma única opção.

Menezes frisa que quem se inscrever para a lista de espera deve ficar atento e acompanhar a chamada junto à instituição que fez a solicitação, uma vez que, a partir desta fase, o MEC não se responsabiliza pela chamada. No mais, a orientação que ele destaca é ter bastante calma na hora de fazer as escolhas, avaliar todas as possibilidades, e ter consciência que só terá uma oportunidade de realização ou não de matrícula. “Então a decisão do curso deverá ser feita com muito cuidado”, recomendou.

Ufam oferece 1,8 mil vagas na capital e 825 para o interior

A Ufam disponibilizará, pelo Sisu 2019, 1.894 vagas nos cursos de graduação presenciais para o campus de Manaus e 825 vagas para os campi de Benjamin Constant, Coari, Humaitá, Itacoatiara e Parintins.Na capital são ofertados 77 cursos divididos entre as áreas de Ciências Exatas, Agrárias, Biológicas e Humanas, no interior, 34.

A coordenadora de Apoio ao Usuário do Sistema Acadêmico, Yara Renovato, revela que os candidatos podem ter outras informações sobre o processo de seleção pelo Sisu no Edital de Adesão que está publicado na página da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Proeg) da Ufam na Internet (www.proeg.ufam.edu.br). “Em breve estaremos divulgando também o Edital de Matrícula”, contou Yara Renovato.

Atualmente a Ufam (capital e interior) conta com mais de 1,7 mil professores de carreira, 1,6 mil técnico-administrativos em Educação e mais de 40 mil estudantes nas diversas modalidades de formação. São 118 cursos de graduação e outros 61 de pós-graduação, além de 642 laboratórios. As atividades de ensino, pesquisa e extensão são desenvolvidas tanto na capital quanto nos cinco campi do interior.

Ifam vai ofertar 758 vagas em 20 cursos de graduação

O Ifam vai ofertar 758 vagas para 20 cursos de graduação por meio do Sisu 2019. Dentre os cursos, que são realizados nos campi Manaus Centro, Manaus Distrito Industrial, Manaus Zona Leste, Presidente Figueiredo e Parintins, há os Tecnológicos, os Bacharelados e as Licenciaturas.

A coordenadora-geral de Processos Seletivos do Ifam, Ana Patrícia Queiroz, destaca que informações sobre o Sisu, os procedimentos específicos do instituto, documentação para matrículas, bem como turnos, pesos e notas mínimas de cada curso, estão disponíveis no Edital e no Termo de Adesão na página da instituição na Internet (www2.ifam.edu.br).

“Cada curso tem nota mínima e peso diferenciado. Tem uns, por exemplo, que não tem nenhuma nota de corte, como o de Análise e Desenvolvimento de Sistema, em compensação, tem outros, como o de Alimentos, que o candidato precisa ter no mínimo 450 pontos em cada prova. Então é importante que o candidato acesse o Termo de Adesão para ter acesso a essas e outras orientações. Às vezes, muitos acabam se prejudicando por falta de atenção”, observou.

Como se inscrever

Para se inscrever no Sisu 2019, o candidato precisa do número de inscrição e a senha do Enem 2018. As inscrições ocorrerão de 22 até as 23h59 de 25 deste mês. Será considerado o horário oficial de Brasília. Durante o período de inscrição, o candidato poderá alterar as suas opções, bem como efetuar o seu cancelamento.

Calendário do Sisu 2019

22 a 25 de janeiro: período de inscrições no sistema;

28 de janeiro: resultado;

28/01 a 04/02: prazo para participar da lista de espera;

30/01 a 04/02: matrícula da chamada regular(deve se observar os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em seu edital próprio);

A partir de 07 de fevereiro: convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições;

Outras informações: http://sisu.mec.gov.br/

Simulador de notas

O simulador de notas do Sisu, lançado na última semana pelo MEC, poderá ser utilizado em qualquer computador, em qualquer hora e em qualquer lugar pelos estudantes. Isso porque, para ajudar ainda mais os estudantes a escolher o curso superior desejado, o ministério disponibilizou para download a ferramenta. O objetivo da plataforma é fazer comparativo de informações para aperfeiçoar o desempenho dos alunos. Acesse: https://goo.gl/NVVTsY

Publicidade
Publicidade