Publicidade
Cotidiano
OBESIDADE

Especialista fala sobre nova técnica de redução de estômago sem cortes

Com a Gastroplastia Endoscópica, o paciente também é liberado em pouco mais de uma hora após o procedimento 21/05/2018 às 13:36
Show 1359303
O médico cearense Helmut Potti já realizou o procedimento em Manaus (Divulgação)
Alexandre Pequeno Manaus (AM)

Quando o assunto é redução de estômago, logo vem à mente um procedimento demorado e com risco de sequelas. A tradicional cirurgia bariátrica parece ser a solução para sanar os males da obesidade, mas o caminho até lá é doloroso. Há pouco menos de um ano, chegou à região Norte uma nova técnica de redução de estômago chamada Gastroplastia Endoscópica, menos invasiva, sem cortes e com rápida recuperação do paciente.

Em Manaus, o procedimento já foi realizado pelo médico cearense Dr. Helmut Potti, que desde agosto do ano passado tem a patente do aparelho que realiza os procedimentos, orientando também outros médicos nos demais estados. Até hoje, ele já realizou mais de 70 cirurgias desse tipo.

A Gastroplastia Endoscópica é realizada por um aparelho acoplado ao endoscópio e dispensa a necessidade de cortes, com duração entre 40 e 50 minutos. É um método menos invasivo e mais rápido quando comparado à cirurgia bariátrica, reduzindo o tempo de recuperação do paciente, que é liberado em pouco mais de uma hora após o procedimento.

Essa técnica foi criada há quatro anos, porém, apenas em dezembro de 2016 houve a liberação no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Neste método inovador, o risco de deficiência de absorção de nutrientes é quase nulo, pois é um método restritivo que não interfere diretamente na absorção.

“Por endoscopia temos acesso ao estômago pela boca, ou seja, temos essa vantagem de não precisar cortar o abdome pra chegar até lá. É bem menos invasiva ao paciente. O aparelho é um pouco mais calibroso do que o da endoscopia tradicional. Com isso, fazemos pontos no estômago, reduzindo ele em cerca de 60 a 70%. Normalmente, o paciente já recebe alta no mesmo dia e pode voltar aos seus trabalhos normais em até três dias”, afirma o médico.

Reganho de peso

A pessoa pode, ainda, voltar a ser hipertensa e desenvolver esteatose hepática, que é o acúmulo de gordura nas células do fígado, apresentando reganho de peso significativo e trazendo prejuízos à saúde. Nesse quesito, a Gastroplastia Endoscópica também entra em cena e pode ser realizada em quem já fez a bariátrica.

Como funciona a técnica?

O médico cearense Helmut Potti, que já realizou o procedimento em Manaus, explica que a Gastroplastia Endoscópica é realizada por um aparelho acoplado ao endoscópio, sem a necessidade de cortes. É um método menos invasivo e mais rápido, quando comparado à cirurgia bariátrica, e reduz em mais de 30% o tempo de recuperação do paciente, que é liberado em pouco mais de uma hora após o procedimento.

Publicidade
Publicidade