Domingo, 26 de Janeiro de 2020
ATENÇÃO DE BERÇO

Especialistas alertam pais sobre cuidados na hora de escolher a creche certa

Ambiente, equipe e proposta pedagógica estão entre os principais detalhes que fazem a diferença na escolha certa para os bebês



WhatsApp_Image_2019-11-13_at_17.01.58_49190721-A15E-4B58-9218-B52CAA17A338.jpeg Foto: Divulgação
06/12/2019 às 19:27

Muita gente pensa: “Creche? Tanto faz! As crianças só vão para brincar mesmo...”. Talvez você pensasse assim até chegar o dia de mandar seu bem mais precioso para a escolinha. É comum bater a insegurança na hora de confiar a educação dos filhos a outros que não são da família. É ou não é? Sabemos que estarem seguros não é suficiente para tranquilizar o coração dos pais que levam esse papel a sério. Por isso, ouvimos alguns especialistas para orientar você quanto à escolha do melhor ambiente, da melhor equipe e da melhor proposta pedagógica para o seu bebê.

“Proposta pedagógica? E bebê precisa disso?” São perguntas frequentes entre pais que não são da área educacional. Sim! Existem várias maneiras de se ensinar e como elas fazem diferença! É fato que as crianças aprendem brincando, mas essas brincadeiras devem ser propostas de modo consciente, para alcançar objetivos, explica Gracinda Brito, coordenadora pedagógica da Creche Escola Bebê Bombom.



“Bebês são verdadeiras máquinas de aprender e quanto mais estímulos recebem, mais sinapses acontecem no cérebro deles, o que fará toda diferença mais tarde. Então, todas as nossas atividades são pensadas e planejadas para desenvolver as múltiplas inteligências, respeitando sempre o ritmo de cada criança”.

James Henckman, prêmio Nobel de educação no ano 2000, confirma: “a primeira infância é uma fase em que o cérebro se desenvolve em velocidade frenética e tem um enorme poder de absorção, como uma esponja maleável. As primeiras impressões e experiências na vida preparam o terreno sobre o qual o conhecimento e as emoções vão se desenvolver mais tarde. Se essa base for frágil, as chances de sucesso cairão; se ela for sólida, vão disparar na mesma proporção. Por isso, defendo estímulos desde muito cedo”.

Atualmente, as creches costumam levar muito a sério a missão de educar os pequeninos. Nos currículos, há aulas em dois idiomas, informática e várias outras jamais pensadas há uma década. “Hoje bebês têm Educação Socioemocional e até Financeira! Isso mesmo... desde bem novinhos, já aprendem conceitos abstratos, como sonhar e poupar, aprendem mesmo! É impressionante o que temos de respostas deles”, comemora a pedagoga da Creche Escola Bebê Bombom.

Confiar na equipe que vai cuidar do seu bebê também é muito importante. “Mas, como confiar, se não conheço a fundo essas pessoas?”, perguntam os pais. Creches que estão há bastante tempo no mercado e com políticas de valorização da equipe, com progressão de carreira, por exemplo, costumam ter profissionais mais satisfeitos e com melhor desempenho. Algumas incluem ainda acompanhamento psicológico, nutricional e de emergência médica. Não esqueça de perguntar sobre isso, pois são serviços que agregam enorme valor. Pegar referências como outros pais (que tenham valores parecidos com os seus) também é importante.

Por fim, os pais devem atentar para a estrutura física. Alguns bebês são mais enérgicos e precisam de espaço, outros são ousados e exigem ambientes protegidos. Seja qual for o perfil de sua criança, observe se a escola pretendida é segura, tem conforto, é clara, arejada e limpa. Os pequeninos gostam muito de aconchego e, quanto mais espaços diversificados, melhor.

“Não faz sentido o pai e a mãe gastarem um absurdo com enxoval, festa de um ano etc e economizarem justamente na mensalidade da creche. Certamente esse será o melhor investimento da vida deles! Compensa, inclusive, atravessar a cidade, como eu faço, para dar a melhor educação possível”, comentou Rhayssa Sousa, mãe de um bebê de 2 anos.                

“Creche é uma somatória de coisas, mas principalmente confiança! Matriculei minha filha numa escolinha bem conceituada, mas ela não gostava de falar sobre a rotina lá, o que me intrigava bastante. Mudei! Só aí percebi a diferença! Minha garotinha, agora com quase 4 anos, amou a nova creche desde o primeiro momento, imediatamente passou a verbalizar a satisfação por estar ali”, conta a jornalista Natália Freire, que lembra: “nada como ver o filho da gente feliz!”.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.